Felipe Oliveira/Bahia
Felipe Oliveira/Bahia

Com uma dúvida no meio-campo, Bahia tenta quebrar tabu contra Palmeiras

Equipe baiana não vence o rival alviverde há oito anos; a última vez foi em 2012, na Arena Barueri, por 2 a 0

Redação, Estadão Conteúdo

29 de agosto de 2020 | 10h03

Pressionado após nova derrota para o Ceará, desta vez, por 2 a 0 no Brasileirão, o Bahia enfrenta o Palmeiras neste sábado, às 19h, no Pituaçu, buscando a reabilitação e procurando acabar com alguns tabus. O time tricolor não vence a equipe de Vanderlei Luxemburgo há oito anos. A última vez foi em 2012, na Arena Barueri, por 2 a 0. Neste período, foram 11 partidas, com cinco derrotas e seis empates.

Mas este não é o único tabu que incomoda os baianos. A equipe de Roger Machado não vence o Palmeiras em Salvador desde 1988, quando foi bicampeão nacional. Na capital baiano, foram 14 jogos, com oito triunfos do time de Palestra Itália e seis empates.

Para dar um ponto final nesta sequência negativa e aliviar a tensão dentro do clube, o técnico Roger Machado apostará novamente em uma formação com Gilberto mais centralizado, abastecido por Rodriguinho, Rossi e Élber. A única dúvida é no meio-campo, entre Gregore e Daniel.

O treinador ainda não poderá contar com o goleiro Douglas e o lateral João Pedro, ambos recuperando de lesões. Nesta sexta-feira, ficaram na fisioterapia do clube, enquanto Roger Machado finalizou a preparação para o duelo deste sábado.

"Não dá para sofrer antes de jogar. A gente tem que jogar contra os nossos adversários de igual para igual. Somos o Bahia e tem o respeito mútuo. É encarar o time que vier contra a gente aqui ou fora de casa. A gente vai estar preparado para ele", garantiu o atacante Gilberto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.