Com uma vitória nos últimos dez jogos, Roma demite o técnico Rudi Garcia

Depois de acumular apenas uma vitória nos últimos dez jogos no comando da Roma, Rudi Garcia acabou não resistindo ao momento ruim vivido pelo time. O técnico francês teve a sua demissão anunciada nesta quarta-feira pelo clube, que também confirmou a saída dos auxiliares do treinador, Frederic Bompard e Claude Fichaux.

Estadão Conteúdo

13 de janeiro de 2016 | 10h20

Depois de iniciar a temporada como uma das fortes candidatas ao título do Campeonato Italiano, a Roma viu seu desempenho cair muito em campo. Assim, a equipe despencou para o quinto lugar da competição, na qual hoje está sete pontos atrás do líder Napoli.

Garcia estava no comando da Roma desde 2013, sendo que o seu trabalho começou de forma espetacular, com dez vitórias em dez jogos no melhor início de campanha do clube na história do Campeonato Italiano. O time, por sinal, foi vice-campeão nacional nas duas primeiras temporadas em que o treinador esteve no comando.

Por meio de um comunicado, o presidente da Roma, Jim Pallotta, afirmou que "gostaria de agradecer Rudi Garcia por todo o seu trabalho duro desde quando se junto ao clube". Entretanto, depois o dirigente justificou a demissão: "Todos nós tivemos grandes momentos durante seu tempo na Roma, mas acreditamos que este é o momento certo para uma mudança".

Enquanto a Roma não confirma um substituto imediato para o cargo, Luciano Spalletti é cotado como grande favorito a assumir a Roma nesta segunda metade da temporada do Campeonato Italiano. Ele já dirigiu a equipe entre 2005 e 2009, quando foi contratado pelo Zenit, da Rússia, clube que ele comandou até 2014.

A Roma confirmou que o técnico da equipe de juniores da clube, Alberto De Rossi, irá dirigir o treino do time nesta quarta-feira como treinador interino. O trabalho visará o confronto do próximo domingo, em casa, contra o Hellas Verona, pela abertura do returno do Campeonato Italiano.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolRomaRudi Garcia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.