Com vaga, Antônio Lopes exalta atuação do Atlético-PR

Após ver o Atlético-PR golear o Vilhena por 4 a 0, em Curitiba, e garantir vaga na próxima fase da Copa do Brasil, o técnico Antônio Lopes festejou a evolução da equipe em relação ao jogo de ida, em Rondônia, onde os dois times empataram por 2 a 2 na estreia pela competição.

AE, Agencia Estado

25 de fevereiro de 2010 | 11h54

"A equipe se apresentou totalmente diferente do jogo em Vilhena, e esses dois últimos jogos que tivemos foram muito parecidos também, porque sofremos marcação individual. Desta vez treinamos e procuramos dar uma movimentação maior no meio e isso acabou dando resultado. A equipe conseguiu criar mais. Fiquei satisfeito com a atuação da equipe", afirmou o treinador.

O técnico também defendeu a atuação do atacante Wallyson, que vem sendo criticado pelos torcedores do Atlético-PR. "A torcida está pegando no pé do Wallyson porque ele tem perdido muitos gols, mas fez uma participação boa. Ele se movimentou bem, foi coletivamente muito bem, participou de jogadas de gol, do pênalti (convertido por Alan Bahia) e de tantas outras. E o torcedor fica bravo por causa da paixão que tem. A gente entende que o torcedor quer ver gols e resultados, mas o Wallyson é importante para o time, só não está fazendo gols", analisou.

Lopes ainda comparou a atual fase de Wallyson com a de Patrick, autor do quarto gol do Atlético-PR na vitória sobre o Vilhena. "O Patrick está na mesma situação que o Wallyson. Mas ele fez um gol e ajudou a equipe. O que eu vou passar para eles é que são importantes para o time de uma forma geral. E cada um dá a sua contribuição em campo", ressaltou.

Na próxima fase da Copa do Brasil, o Atlético-PR irá enfrentar o vencedor do confronto entre Sampaio Corrêa-MA e São Domingos-SE, que será definido nesta quinta-feira. No duelo de ida, no Maranhão, houve empate por 1 a 1.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.