Marcelo del Pozo/Reuters
Marcelo del Pozo/Reuters

Com várias mudanças, Espanha bate a Bolívia por 2 a 0 em amistoso

Fernando Torres, de pênalti, e Iniesta fazem os gols e garantem vitória em Sevilha

Agência Estado

30 de maio de 2014 | 19h53

SEVILHA - A Espanha jogou para o gasto nesta sexta-feira em seu último amistoso em solo espanhol. O time de Vicente Del Bosque fez 2 a 0 na Bolívia, gols de Fernando Torres e Iniesta, encerrando com vitória a fase de preparação no país para a Copa do Mundo. A partida contou com uma homenagem do Sevilla a Sergio Ramos, campeão da Liga dos Campeões no último sábado pelo Real Madrid, que começou sua carreira no clube. O duelo marcou ainda a estreia na seleção do meia do Athletic Bilbao, Ander Iturraspe, e também o retorno de Fernando Torres, do Chelsea, à equipe titular espanhola.

Com várias experiências na equipe, que não contava com as estrelas de Real Madrid e Atlético de Madrid, Del Bosque escalou o lateral-esquerdo Moreno, Javi Martínez no meio da zaga e Azpicuelta pela direita. A Espanha assim estabeleceu um duelo "ataque contra defesa" desde o início da partida. Em nenhum momento a Bolívia, que contava com alguns jogadores do semifinalista da Libertadores desta temporada, o Bolívar, como o goleiro Quiñonez, ameaçou a meta de Reina, também escalado por Del Bosque para a partida.

Mesmo com a pressão, a Espanha só conseguiu abrir o placar no segundo tempo, em pênalti controverso sobre Javi Martínez. Fernando Torres bateu e marcou para os espanhóis. Após a vantagem, o time espanhol, que contava desde o início da etapa final com Iniesta, aumentou seu domínio até encontrar o segundo gol com o próprio meia do Barcelona, em chute despretensioso que enganou Quiñonez. Depois disso, a equipe de Del Bosque continuou controlando a partida e jogando para o gasto até o apito final, sem sofrer ameaça de qualquer tipo do time boliviano.

A Espanha agora encara El Salvador no dia 7 de junho em Washington, no último amistoso da equipe antes de viajar para a disputa da Copa do Mundo no Brasil. A atual campeã mundial estreia no Mundial dia 13 de junho contra a Holanda, em Salvador, na Arena Fonte Nova. Depois encara o Chile, dia 18, no Maracanã, antes de encerrar a participação na primeira fase contra a Austrália, dia 23, na Arena da Baixada, em Curitiba.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.