Nelson Perez/Divulgação
Nelson Perez/Divulgação

Com vários desfalques, Fluminense e Paysandu duelam no Maracanã

Equipes se enfrentam nesta quinta, às 19 horas, pela Copa do Brasil

MARCIO DOLZAN, O Estado de S. Paulo

20 Agosto 2015 | 08h05

Fluminense e Paysandu vêm fazendo boas campanhas nas Séries A e B do Campeonato Brasileiro. Enquanto o time carioca ocupa a quarta posição na elite, os paraenses estão a três pontos do grupo de acesso à primeira divisão. Nesta quinta-feira, as equipes se enfrentam às 19 horas, no estádio do Maracanã, no Rio, para iniciarem a briga por uma vaga nas quartas de final da Copa do Brasil. Mas, além do bom momento, os clubes têm outra coisa em comum: muitos desfalques.

Somados, Fluminense e Paysandu terão oito mudanças em suas equipes em relação aos seus últimos jogos. No tricolor carioca, o técnico Enderson Moreira perdeu Diego Cavalieri, Pierre e Osvaldo - além do reserva imediato de Cavalieri, Klever. Todos eles sentiram lesão. Assim, irá com o terceiro goleiro, Júlio Cesar, para a partida. "Não me preocupa de maneira alguma. A gente pode minimizar o problema da falta de sequencia", disse o treinador sobre o goleiro.

Além dos desfalques, Enderson Moreira também optou por não escalar o meia Gerson, que voltou aos treinos na última terça-feira após viajar à Itália, onde foi assinar contrato com a Roma. "Ele chegou ontem (terça) e participou do treino, mas está muito desgastado. Precisa de tempo para retomar a forma", pontuou.

O treinador aposta na dupla Ronaldinho Gaúcho e Fred. Enderson Moreira, inclusive, saiu em defesa do atacante gaúcho, que tem feito exibições apenas razoáveis até aqui. "Se ele (Ronaldinho) conseguisse ter dado resposta imediatamente, seria mágico. Ele corre contra o tempo. Tínhamos duas possibilidades: deixá-lo apenas treinando ou colocar ele nos jogos para, com a sequência, dar o condicionamento. A cada dia, temos uma resposta melhor. Ele está evoluindo. Chegará um momento em que a técnica aflorará", considerou.

No Paysandu, o técnico Dado Cavalcanti deverá fazer pelo menos quatro alterações em relação ao time que venceu o Oeste no final de semana, pela Série B. Três delas são obrigatórias: Valdívia e Welinton Junior não podem atuar porque já atuaram por outras equipes na competição, enquanto que Fahel está suspenso. Carlinhos, Aylon e Augusto Recife entram em seus lugares. No gol, Emerson assume a vaga de Ivan por opção do treinador.

O jogo desta quinta-feira não deverá ter grande presença de público. Até o fim da tarde desta quarta, pouco mais de cinco mil ingressos haviam sido comercializados.

Mais conteúdo sobre:
futebolCopa do BrasilFluminense

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.