Mauro Pimentel/AFP
Mauro Pimentel/AFP

Com Vasco perto da degola, Thiago Galhardo diz: 'Não há tempo para se lamentar'

Time carioca busca reabilitação contra o Ceará após perder para Corinthians, São Paulo e Palmeiras na sequência

Estadão Conteúdo

18 Agosto 2018 | 13h56

O meia Thiago Galhardo pediu o apoio dos torcedores do Vasco para a equipe acabar com a sequência de três derrotas consecutivas no Campeonato Brasileiro e se distanciar da zona de rebaixamento. O time carioca recebe o Ceará na segunda-feira, às 20h, pela 19.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

"Tenho certeza que a torcida vai nos apoiar e nós vamos conseguir o resultado positivo. Tivemos uma sequência complicada, enfrentamos três times de São Paulo, jogamos bem, mas não conseguimos pontuar. Não temos mais tempo para lamentar, temos dois jogos a menos, não vamos sentar nisso. É fechar bem esse primeiro turno e iniciar o segundo mais forte ainda", disse o jogador.

O Vasco perdeu para Corinthians, São Paulo e Palmeiras na sequência. Os maus resultados custaram a demissão do técnico Jorginho e deixaram o time em 15º lugar, com 19 pontos, a um da zona de rebaixamento.

A diretoria ainda não anunciou o substituto e quem comandará a equipe no duelo contra o Ceará será o interino Valdir Bigode. A tendência é que ele mande a campo uma equipe com três alterações em relação ao último tropeço.

De acordo com o que foi trabalhado durante a semana, devem sair Ricardo, Andrey e Rios para a entrada de Bruno Silva, Wagner e Maxi López. A presença do argentino entre os titulares era esperada. López entrou no segundo tempo contra o Palmeiras pois estava na parte final do trabalho de recondicionamento físico.

"Segunda pode ser o divisor de águas para nós. É hora de esquecer Sul-Americana, Copa do Brasil (competições que o clube já foi eliminado). Temos 22 jogos no Brasileiro e, de fato, temos que pensar em coisas grandes e ir em busca disso", finalizou Galhardo.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.