Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Heber Gomes/Atlético-GO
Heber Gomes/Atlético-GO

Com volta de Everton Felipe, Atlético-GO busca reabilitação contra Ceará

Vagner Mancini tentará quebrar uma série de quatro tropeços consecutivos para aliviar a tensão dentro do clube

Redação, Estadão Conteúdo

30 de agosto de 2020 | 15h23

Bancado pela diretoria mesmo após a derrota para o São José-RS, por 1 a 0, na Copa do Brasil, revés que não impediu que o Atlético Goianiense avançasse à quarta fase, o técnico Vagner Mancini tentará quebrar uma série de quatro tropeços consecutivos para aliviar a tensão dentro do clube. O adversário será o Ceará neste domingo, às 18h, no Estádio Olímpico, em Goiânia, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro.

O treinador poderá novamente contar com Everton Felipe, que ficou de fora do duelo contra o São José por já ter atuado no torneio com a camisa do Cruzeiro. De volta, recupera posição no meio-campo. A tendência é que Mancini repita o time que perdeu para o clássico para Goiás por 2 a 0 na semana passada.

No entanto, Mancini poderá optar por mudanças técnicas, deixando o time rubro-negro mais ofensivo. Matheuzinho, Janderson e Júnior Brandão seriam as apostas. Não está descartado também um esquema com três zagueiros, com Oliveira aparecendo entre os titulares.

"Me incomoda essa oscilação do Atlético, muito bem no segundo tempo e muito irregular no primeiro tempo. A gente precisa tentar acertar isso, porque domingo já tem jogo de novo, quarta-feira já tem jogo de novo. Nós não temos tempo de levar o time ao treinamento e tentar fazer isso no campo, então nós temos que muitas vezes acelerar o processo", decretou o treinador.

No Brasileirão, o Atlético-GO começou de forma surpreendente ao bater o Flamengo por 3 a 0, mas agora aparece na 17ª colocação, na zona de rebaixamento, com apenas quatro pontos. O Goiás, primeiro fora da degola, tem a mesma pontuação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.