Alexandre Vidal/ CR Flamengo
Alexandre Vidal/ CR Flamengo

Com volta do público em Brasília, Flamengo busca vaga nas quartas da Libertadores

Na partida de ida, disputada na Argentina, equipe rubro-negra bateu Defensa y Justicia por placar mínimo

Redação, Estadão Conteúdo

21 de julho de 2021 | 06h36

Após 17 meses de proibição por causa da pandemia de covid-19 que ainda assola o planeta, o público em jogos de um time de futebol no Brasil estará de volta nesta quarta-feira. Com 25% de sua capacidade, o estádio Mané Garrincha, em Brasília, abre as portas para os torcedores do Flamengo empurrarem sua equipe em jogo válido pelas oitavas de final da Copa Libertadores. A partir das 21h30, os cariocas recebem o Defensa y Justicia, da Argentina, e avançam com um simples empate após vencer na ida por 1 a 0.

Mesmo com a igualdade a seu favor, os cariocas querem brindar os cerca de 18 mil torcedores (caso venda todos os ingressos, com preços altos) que estarão nas arquibancadas do Mané Garrincha com um triunfo. De preferência, repetindo a boa atuação apresentada nos 5 a 0 sobre o Bahia, no último domingo. "Gosto de ver minhas equipes jogando para frente", garantiu Renato Gaúcho.

O técnico sabe, contudo, que encontrará mais dificuldades pelo fato de os argentinos necessitarem da vitória e por serem extremamente perigosos como visitantes. Quebraram a invencibilidade do Palmeiras em pleno estádio Allianz Parque, em São Paulo, e já haviam batido os paulistas na final da Recopa Sul-Americana com triunfo no mesmo Mané Garrincha.

A aposta dos cariocas é na renovação do astral com a chegada do técnico e na volta do artilheiro Gabriel, que anotou três gols contra os baianos e já soma 18 em 17 partidas do ano. Disposto a quebrar recordes no clube carioca, o camisa 9 quer seguir contribuindo na ascensão flamenguista.

O treinador tem bons motivos para manter o entusiasmo em alta com o Flamengo. São duas vitórias seguidas desde a estreia, 100% de aproveitamento, nenhum gol sofrido e a notícia boa que o zagueiro Rodrigo Caio e o atacante Bruno Henrique estão à disposição. Renato Gaúcho conta com a dupla.

Questionado pela falta de futebol atraente não faz muito tempo, bastou um belo jogo para o Flamengo já voltar a ficar nos holofotes. Evitar que a euforia atrapalhe é uma missão. Renato Gaúcho garante que todos estão focados e cientes da obrigação contra o duro time argentino. A ordem é jogar bola, esnobar a carimba, não entrar na provocação e mostrar a força do elenco.

Apesar da necessidade da vitória, o técnico Sebastián Beccacece deve adotar uma postura mais retraída do Defensa y Justicia no Mané Garrincha. Ciente da força do Flamengo, deve apostar em um 5-4-1, apenas com um homem no ataque. A ideia é segurar atrás e tentar encaixar um contragolpe certeiro.

O técnico não definiu se utiliza Bou ou Lucas Barrios no comando do ataque e fará mistério até a hora do jogo. O segundo, recém-chegado, deve ficar como opção na reserva, caso o treinador não esteja "blefando" para confundir Renato Gaúcho ao falar de retranca.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO x DEFENSA Y JUSTICIA-ARG

FLAMENGO - Diego Alves; Maurício Isla, Rodrigo Caio, Gustavo Henrique e Filipe Luís; Willian Arão, Diego, Everton Ribeiro e Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabriel. Técnico: Renato Gaúcho.

DEFENSA Y JUSTICIA-ARG - Unsain; Matías Rodríguez, Frías, Juan Rodríguez, Cardona e Soto; Conteras, Escalante, Loaiza e Rotondi; Bou (Lucas Barrios). Técnico: Sebastián Beccacece.

ÁRBITRO - Roberto Tobar (Fifa-Chile).

HORÁRIO - 21h30.

LOCAL - Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.