Com volta dos selecionáveis, Inter visita o vice-líder Atlético-MG de olho no G4

O Internacional precisa de seis vitórias nos últimos nove jogos que faltam para garantir vaga na Copa Libertadores, de acordo com o técnico Argel Fucks. Para seguir à risca o planejamento do treinador, seria importante o time vencer o Atlético Mineiro nesta quarta-feira, às 19h30, no estádio Independência, em Belo Horizonte, pela 30.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Estadão Conteúdo

14 de outubro de 2015 | 07h24

A tarefa, no entanto, será bem complicada. Além de contar com o estádio lotado, o adversário mineiro é o atual segundo colocado com 56 pontos e tenta encurtar a distância para o líder Corinthians - hoje em cinco pontos. A equipe colorada está em oitavo lugar com 44 pontos, a dois de distância de uma vaga no G4 da competição.

Para a partida, Argel Fucks ainda não poderá contar com o meia argentino D''Alessandro, que se recupera de uma hérnia de disco. A expectativa é que ele retorne no duelo contra o Flamengo, no domingo, no Rio. Enquanto isso, Alex continua titular no meio de campo.

Em compensação, o treinador poderá contar com Alisson e os atacantes Valdívia e Vitinho. O goleiro se reapresenta após ficar no banco de reservas da seleção brasileira nos dois jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. Os outros dois participaram dos amistosos com a seleção olímpica, em Manaus.

O departamento técnico analisará as condições de Alisson, que chegou a Belo Horizonte na madrugada de quarta-feira. Mas a tendência é que comece entre os titulares. Caso não jogue, Muriel será o titular contra o Atlético. Valdívia e Vitinho estão em Belo Horizonte desde a manhã de terça. O primeiro deve começar entre os titulares, enquanto que Vitinho ficará na reserva de Lisandro López.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoInter

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.