Robson Fernandjes/AE
Robson Fernandjes/AE

Com Willians, Palmeiras quer voltar a abusar da velocidade

Equipe alviverde se prepara para a partida decisiva diante do Colo Colo no Chile na próxima quarta-feira

Daniel Akstein Batista - O Estado de S. Paulo,

25 de abril de 2009 | 17h24

O arrasador Palmeiras que venceu os dez primeiros jogos da temporada tinha como principal característica a velocidade. De repente, o fulminante ataque passou a ser contestado por parte da torcida, que ainda começou a vaiar Keirrison. O camisa 9 diz estar tranquilo e, na quarta-feira, terá de volta um velho companheiro.

Veja também:

linkPalmeiras contrata novo volante: Mozart, ex-Spartak Moscou

tabela Copa Libertadores - Calendário / Resultados

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Willians está recuperado de dores no púbis e vai enfrentar o Colo Colo, em Santiago, na partida que decide o futuro do time na Copa Libertadores. Se vencer, vai às oitavas de final, mas se perder ou empatar, estará eliminado.

O atacante ficou fora das últimas quatro partidas (duas derrotas, um empate e uma vitória). Sem ele, o time perde em agilidade e rapidez na saída de bola. "Ele é importante na marcação, um atleta de fôlego que sai sempre no contra-ataque", elogiou o amigo Keirrison. "É essencial para a equipe."

O camisa 9 garante que a ausência de Willians não foi o fator decisivo para sua queda de produção. "Com cinco jogos em duas semanas o cansaço bate", explicou. Keirrison conta ainda que não se assusta com a cobrança da torcida.

"Entendo e respeito, mas sei que eles confiam no meu trabalho, apesar das críticas", disse. "Lembro que o Ronaldo disse que tem jogos em que o atacante fica sem fazer gols, e também acho isso", comparou. "Mas estou tranquilo, pois sei que sou importante para o time e posso ajudar."

VELOZ

Quem espera colaborar com Keirrison é Willians. Recuperado de lesão no púbis, está pronto para levar o Palmeiras à próxima fase da competição continental. "Eu procuro abrir a marcação para o Diego (Souza) e o Keirrison marcarem gols", comentou.

"Nossa equipe é muito veloz. Se jogarmos fechadinhos, tenho certeza de que vamos fazer gols", disse, pedindo que a equipe aposte nos contra-ataques.

Willians garante que já não sente mais dores e que a lesão foi causada por falta de uma melhor preparação. "Faltou fazer uma parte de musculação e isso foi fundamental para a contusão." O elenco viaja segunda à noite para Santiago do Chile e realiza um treino na terça-feira no estádio do jogo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.