Com zaga desfalcada, Renan Fonseca celebra chance em momento decisivo no Botafogo

Reserva durante boa parte da temporada do Botafogo até o momento, Renan Fonseca voltará a ser titular justamente no momento mais decisivo da equipe neste primeiro semestre. Graças a problemas com os titulares Emerson e Joel Carli, o zagueiro terá a chance de começar entre os 11 diante do Coruripe, nesta quinta-feira, pela Copa do Brasil, e na decisão do Campeonato Carioca, contra o Vasco.

Estadão Conteúdo

26 de abril de 2016 | 20h10

"A gente, que vive o futebol, tem que provar sempre. Essa semana é muito importante pelo fato de estarmos vindo de uma classificação. Na quinta, temos a Copa do Brasil e no domingo, uma final contra o Vasco. É uma semana diferente, de decisão. Vemos todos muito concentrados e cientes da responsabilidade que teremos pela frente", comentou o zagueiro nesta terça.

Depois de ter sido expulso na semifinal com o Fluminense, Joel Carli está fora do primeiro jogo da decisão do Carioca, neste domingo. Mesmo que atuasse, Renan Fonseca seria o favorito para substituir o jovem Emerson, que sofreu uma lesão muscular e só deve voltar à equipe para o Campeonato Brasileiro. A tendência é que atue ao lado de Emerson Silva, com quem pouco jogou até agora.

"A questão do entrosamento não é problema. Jogamos juntos e todos estão acostumados. O modo de jogo da equipe também facilita e não vamos encontrar problemas quanto a isso. A expectativa de uma final é sempre a melhor possível. A equipe está preparada. O grande destaque do time é o coletivo, por isso temos a defesa menos vazada. É uma disputa sadia e o modo de jogo da equipe ajuda nesse aspecto", comentou.

O zagueiro também minimizou os possíveis questionamentos à zaga reserva. "A desconfiança sempre existiu e sempre vai existir. Desde quando eu cheguei aqui é assim e cabe a nós conseguir os resultados para amenizar essa dúvidas. Com vitórias e títulos, trazemos o torcedor para o nosso lado."

ANDERSON AQUINO - Também nesta terça-feira, o Botafogo oficializou a contratação do atacante Anderson Aquino, ex-Sport, Goiás, Santa Cruz e Coritiba. O jogador de 29 anos disputou o Campeonato Paulista com a camisa do Linense e desde o fim da campanha já vinha treinando no clube carioca, mas só agora assinou o contrato até o fim desta temporada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.