Come-Fogo vira atração na televisão

O Come-Fogo de número 116 da história é a grande atração do sábado à noite na cidade de Ribeirão Preto, distante 350 quilômetros da capital e com 460 mil habitantes. Às 20h45, Botafogo e Comercial colocam em jogo todas as suas tradições no confronto válido pela quarta rodada do Campeonato Paulista da Série A2. A partida, que será transmitida pela ESPN Brasil, acontece no Estádio Santa Cruz. Sem ser derrotado há nove anos pelo arqui-rival, o Botafogo é dono dos melhores retrospectos no Come-Fogo. O time contabiliza 50 vitórias, 44 empates e apenas 22 derrotas, sendo que marcou 155 gols e sofreu apenas 114. O primeiro clássico entre os rivais aconteceu no dia 19 de dezembro de 1954, com empate de 1 a 1. Desde 1999 os rivais não se enfrentam pelo Campeonato Paulista. Na época, empataram em 2 a 2, no estádio Palma Travassos, também pela Série A2. O clima tenso entre os dois inimigos, que somam seis pontos e dividem a vice-liderança do Grupo 1, ficou evidente nesta semana que antecedeu o duelo. Os técnicos Carlos Rabello, do Comercial, e Roberto Fonseca, do Botafogo, realizaram treinamentos com portões fechados e esconderam as escalações da torcida e da imprensa. E, naturalmente, dos espiões. "Estamos usando todos os artifícios que temos para levar alguma vantagem sobre o adversário", avisou Rabello, que chegou a cancelar um jogo-treino contra o Jaboticabal. O pensamento de Fonseca não é diferente. "Não vou entregar de mão beijada os detalhes do Botafogo", explicou o treinador. As prováveis formações são grandes mistérios e, para piorar, Roberto Fonseca pode realizar mudanças de última hora. O treinador conta com os retornos dos volantes Edson e Fábio, liberados pelo departamento médico. Mesmo assim, as suas presenças não foram confirmadas. Ele ainda terá o desfalque do volante Souza, cumprindo suspensão. O técnico também pode surpreender no esquema tático, ao deixar o tradicional 4-4-2 e apostar no ousado 3-5-2. Por outro lado, Carlos Rabello contabiliza as baixas do zagueiro Valder, vetado pelo departamento médico, e do volante Peribé, cumprindo suspensão. Com isso, Wescley e Luizinho serão os respectivos substitutos. Outra alteração fica para a entrada de Gust avo no lugar de Erlon, que não vinha agradando.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.