Começa "reunião do futebol brasileiro"

Começou pouco depois do meio-dia a reunião de dirigentes que pretende estabelecer um calendário para o futebol brasileiro no segundo semestre. Os dirigentes devem anunciar um campeonato nacional com 28 times. Os quatro piores serão rebaixados para a segunda divisão e os oito de melhor campanha disputarão a fase final. Os dirigentes deverão discutir ainda a manutenção ou não da Copa Mercosul - que seria disputada simultaneamente ao Campeonato Brasileiro, no segundo semestre. A competição - que reúne alguns dos principais clubes da América do Sul - corre risco de ser extinta.Além do presidente da CBF, Ricardo Teixeira, e do presidente do Clube dos 13, Fábio Koff, a reunião conta ainda com as presenças do ministro dos Esportes, Carlos Melles, do empresário J. Hawilla, da Traffic, e Marcelo Campos Pinto, da Globo Esportes. O ex-jogador Pelé e o ex-presidente da Fifa, João Havelange, estavam sendo esperados, mas até o início da reunião ainda não haviam chegado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.