Rafael Ribeiro/CBF
Rafael Ribeiro/CBF

Comissão técnica da seleção inicia observações de 2020 no Campeonato Inglês

Equipe do técnico Tite vai acompanhar três partidas, entre elas o clássico entre Liverpool e Manchester United

Redação, Estadão Conteúdo

16 de janeiro de 2020 | 14h50

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) revelou nesta quinta-feira que jogos do Campeonato Inglês serão os primeiros a serem observados in loco por membros da comissão técnica da seleção brasileira em 2020, já visando as partidas iniciais das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, que será no Catar, contra Bolívia e Peru, no próximo mês de março.

Como é rotina na comissão comandada pelo técnico Tite, o período pré-convocação será tomado pela análise dos adversários e pela observação de atletas. Como a bola ainda não rolou no Brasil, a primeira etapa de observações será na Europa, mais especificamente na Inglaterra.

Os auxiliares César Sampaio e Matheus Bachi, este filho de Tite, a partir deste sábado até a próxima terça-feira assistirão in loco a três partidas do Campeonato Inglês. O primeiro será neste sábado entre Manchester City - time do goleiro Ederson, do volante Fernandinho e do centroavante Gabriel Jesus - contra o Crystal Palace, em Manchester.

No dia seguinte, os dois viajam alguns quilômetros até Liverpool, onde acompanharão o clássico Liverpool x Manchester United, no estádio Anfield Road. O clube da casa, atual campeão europeu e mundial, conta no elenco com o goleiro Alisson, o volante Fabinho e o atacante Roberto Firmino. No outro lado estará o volante Fred.

A etapa de observação na Inglaterra terminará com mais um clássico. Desta vez em Londres, no estádio Stamford Bridge, onde na terça-feira assistirão Chelsea x Arsenal. O time mandante tem o meia Willian e o lateral-esquerdo Emerson Palmieri no elenco, enquanto que o rival conta com o atacante Gabriel Martinelli e o zagueiro David Luiz.

"Desde que eu iniciei meu trabalho junto à comissão técnica percebi como é importante acompanhar in loco o desempenho individual do jogador. Você consegue analisar o comportamento dele quando a equipe tem ou não a posse de bola, como ele reage nas mais diversas situações. É um monitoramento mais completo do que fazer apenas por vídeo e sem dúvidas traz mais respostas para nossas dúvidas quando decidimos a convocação", explicou César Sampaio.

O coordenador de seleções, Juninho Paulista, Tite e os outros integrantes da comissão técnica farão outro período de observações pela Europa em fevereiro, quando começarão as oitavas de final da Liga dos Campeões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.