Comitê de Gestão do Santos sofre mais uma baixa

Luciano Moita decide deixar o cargo no comitê e comunica sua renúncia através de carta

Agência Estado

08 de agosto de 2013 | 16h47

SANTOS - O Comitê de Gestão do Santos perdeu mais um dos seus membros nesta quinta-feira. Em nota publicada no seu site oficial, o clube informou que Luciano Moita decidiu deixar o seu cargo no comitê e comunicou a sua renúncia ao presidente Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro através de uma carta.

A saída de Luciano Moita do Comitê de Gestão do Santos acontece apenas um dia depois de dois membros serem destituídos por Luis Alvaro: Pedro Luiz Nunes Conceição e Caio de Stefano. No início desta semana, Moita teve o seu escritório depredado por vândalos.

Com as últimas saídas, o Comitê de Gestão do Santos passa a ter Luis Alvaro, o vice-presidente Odílio Rodrigues Filho e os conselheiros Augusto Videira, José Berenguer Neto e Luiz Fernando Vendramini Fleury como membros. O presidente santista definirá os nomes dos novos membros do comitê nos próximos dias, de acordo com a nota oficial publicada pelo clube.

A reformulação no Comitê de Gestão do Santos coincide com um momento de turbulência política no clube, aprofundada com a derrota por 8 a 0 para o Barcelona, na última sexta-feira, no Camp Nou, pelo torneio amistoso Troféu Joan Gamper.

Além das mudanças no comitê, o Santos também trocou o seu gerente de futebol. Nei Pandolfo deixou o cargo na última quarta-feira e será substituído por Zinho. Já Odílio Rodrigues também se afastou das suas funções nesta quarta, mas por problemas médicos, após uma queda na noite de terça-feira, segundo nota oficial do clube.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.