Companheiros elogiam Ganso, que deixa campo calado após vitória do São Paulo

Rogério lembra Raí e Luis Fabiano fala em genialidade do companheiro

Fernando Faro, O Estado de S. Paulo

27 de fevereiro de 2014 | 00h18

SÃO PAULO - Paulo Henrique Ganso manteve seu silêncio e deixou o campo sem falar com ninguém após ser decisivo para o São Paulo vencer o XV de Piracicaba por 3 a 1, primeiro triunfo do time fora de casa. Mas se ele optou por se manter quieto, seus companheiros trataram de defendê-lo e rasgaram elogios ao seu talento.

“Depois do Raí, achar um camisa 10 com essa categoria aqui no Morumbi. Pode-se falar o que quiser, mas o talento ninguém pode tirar dele. Defeitos ele tem, como todos temos. Lógico que o Muricy quer ver o Ganso jogando, mas às vezes ele opta por outra formação, mas posso garantir que o Ganso estará em 90% dos jogos”, elogiou.

Quem também agradeceu a entrada do jogador foi Luis Fabiano, que na primeira bola recebida do companheiro marcou seu sexto gol no ano. “Numa genialidade ele acabou sendo feliz e me achou. Fui feliz na conclusão, até então não tinha recebido uma bola nessas condições”, disse o atacante.

Para o camisa 9, a primeira vitória fora de casa atesta a evolução da equipe dos últimos jogos. “Mostra que estamos crescendo, é claro que temos alguns detalhes para resolver, mas isso vem com o tempo.

Muricy Ramalho terá bastante tempo para pensar se volta a dar uma oportunidade ao meia entre os titulares ou se o mantém no banco já que o São Paulo só volta a campo na próxima quarta-feira contra o Audax, às 22 horas, no Morumbi. O fim de semana será de folga e sem jogos durante o feriado de carnaval. A equipe se reapresenta nesta quinta-feira às 16 horas no CT da Barra Funda.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.