Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

No dia do seu aniversário de 109 anos, Corinthians supera o Atlético-MG e sobe no Brasileirão

Gol de Gustavo no fim do segundo tempo assegura que a equipe fique na terceira colocação da competição

Dani Arruda, especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

01 de setembro de 2019 | 21h29

Era dia de festa. Na data em que celebrou seu 109º aniversário de fundação, o Corinthians presenteou seus torcedores com uma vitória sobre Atlético-MG, por 1 a 0, neste domingo, na Arena de Itaquera, consolidando sua ascensão no Campeonato Brasileiro. Gustavo marcou o gol da vitória no final do segundo tempo, após uma falha do goleiro do Cleiton, e chorou na comemoração. 

Com a vitória, o time de Fábio Carille chega aos 31 pontos, na terceira colocação, superando os rivais São Paulo e Palmeiras. A distância para os líderes Flamengo e Santos, que venceram na rodada, é de cinco pontos. O Corinthians atinge a marca de 13 jogos sem derrotas. São nove partidas pelo Campeonato Brasileiro (com cinco vitórias) e outros quatro confrontos levando em conta a Copa Sul-Americana (duas vitórias).

Antes de a bola rolar a festa corintiana foi bonita. Com direito a estátua de São Jorge no círculo central no gramado da Arena, faixas e bandeiras homenageando os principais jogadores da história do clube nas arquibancadas, fogos de artifícios e a exposição dos principais troféus conquistados nos salões do estádio.

Com a bola rolando, a euforia histórica que emanava das arquibancadas contaminou os jogadores em campo. O Corinthians se impôs como mandante, pressionou, apertou o time mineiro contra seu campo e dominou as ações, transformando o zagueiro Réver em um dos destaques da primeira etapa. Com menos de 20 minutos, o time de Carille já havia tido sete escanteios a seu favor.

Apesar da pressão e intensidade no ataque, foi do Atlético-MG a primeira boa chance de gol, aos 21. Cássio, que até então apenas acompanhava a partida, fazendo exercícios físicos para se manter aquecido, fez uma defesa difícil com as pernas, após cabeçada de Ricardo Oliveira na pequena área: “Eu vi o gol, vi aquela bola dentro”, lamentou o atacante.  

O Corinthians respondeu em seguida, com um chute de Mateus Vital de fora da área. A bela defesa de Cássio mudou o panorama do primeiro tempo. O Atlético-MG ganhou confiança, equilibrou o jogo, começou a sair nos contra-ataques e a levar perigo, principalmente com as investidas de Patric, pela direita.

O time da casa se assustou com o lance, continuou buscando o gol, mas já não atacava com a mesma intensidade, preocupado com as descidas do time mineiro. No final da primeira etapa, o Atlético-MG perdeu outra boa chance, quando Manoel impediu a conclusão do atacante dentro da área. Cássio ainda evitou um gol contra de Vagner Love, após cobrança de escanteio.

Na segunda etapa, o jogo continuou movimentado, e Cleiton evitou o gol do Corinthians com outra bela defesa no ângulo, novamente em um chute de Mateus Vital, que tinha como destino as redes. Após os 25 minutos, as oportunidades de gols minguaram. O time de Carille não se expôs. Adotou uma postura mais conservadora, mas também não abdicou do ataque. 

Mesmo explorando mais o jogo aéreo em vários lances, Fábio Carille optou por manter Vagner Love até a metade do segundo tempo em campo, não dando ouvidos às arquibancadas, que pediam a entrada de Gustavo já no intervalo. E foi dele o gol da vitória no final do jogo, se aproveitando de uma falha do goleiro Cleiton, em uma cobrança de tiro de meta.

FICHA TÉCNICA:

CORINTHIANS 1 X 0 ATLÉTICO-MG

CORINTHIANS - Cássio; Fágner, Manoel, Gil e Danilo Avelar; Ralf, Júnior Urso, Mateus Vital e Pedrinho (Janderson); Vagner Love (Gustavo) e Clayson (Jadson). Técnico: Fábio Carille. 

ATLÉTICO-MG - Cleiton; Patric, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Jair, Elias, Cazares (Otero) e Vinícius (Nathan); Ricardo Oliveira e Chará (Geuvânio). Técnico: Rodrigo Santana.

GOL - Gustavo, aos 42 minutos do segundo tempo.

CARTÃO AMARELO - Elias (Atlético-MG).

ÁRBITRO - Wilton Pereira Sampaio (GO/Fifa).

PÚBLICO - 31.961 pagantes (32.205 no total).

RENDA - R$ 1.524.359,18

LOCAL - Arena Corinthians, em São Paulo (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.