Marcos de Paula/AE
Marcos de Paula/AE

Conca é eleito o melhor jogador do Brasileirão

Fluminense recebe o troféu de campeão brasileiro com grande festa no Rio. Torcida tricolor grita 'sem ter nada' para o Corinthians; Andrés rebate com provocação sobre virada de mesa

estadão.com.br,

06 de dezembro de 2010 | 22h49

Desta vez, a premiação da CBF não teve surpresas. O argentino Darío Conca, do Fluminense, foi eleito o melhor jogador do Campeonato Brasileiro, em festa no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, que contou com a presença de grandes craques, além de autoridades como o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Veja também:

mais imagens Flu recebe a taça de campeão

mais imagens Muricy recebe troféu de Mano

especialESPECIAL - Fluminense e Unimed

Terceiro na classificação final, o Corinthians foi o clube com mais nomes na seleção do campeonato, com três. A escalação foi: Fábio (Cruzeiro); Mariano (Fluminense), Dedé (Vasco), Miranda (São Paulo) e Roberto Carlos (Corinthians); Jucilei (Corinthians), Elias (Corinthians), Montillo (Cruzeiro) e Conca (Fluminense); Jonas (Grêmio) e Neymar (Santos).

O técnico Muricy Ramalho, quatro vezes campeão brasileiro, foi eleito o melhor da posição. Ele foi aplaudido por todos no Theatro e recebeu o troféu das mãos do técnico Mano Menezes, que só assumiu a seleção brasileira devido à negativa do técnico do Fluminense. Muricy ganhou outras três vezes com o São Paulo, entre 2006 e 2008.

A CBF também entregou os troféus para os campeões. O primeiro a subir no palco foi o ABC, do Rio Grande do Norte, triunfante da Série C. O Coritiba, vencedor da Série B, também levou sua taça. Festa mesmo fez o Fluminense, que levantou seu segundo título na história e fez os tricolores presentes na festa irem à loucura.

"Sem ter nada" para o Corinthians. O presidente Ricardo Teixeira tomou uma enorme vaia ao fazer uma homenagem pelo centenário do clube alvinegro. Ele só foi aplaudido quando mencionou o Tricolor das Laranjeiras na sequência. "Também quero homenagear o Fluminense pela conquista. O clube provou que futebol se ganha dentro de campo."

A torcida do Fluminense não perdeu tempo em gritar "sem ter nada" quando o presidente Lula subiu no palco para homenagear o presidente Andrés Sanchez. O presidente corintiano, irritado, cutucou os tricolores em seu discurso. "Meu time voltou pela porta da frente à Primeira Divisão" - o Fluminense voltou para a elite no tapetão quando caiu.

A festa da CBF ainda contou com uma homenagem para os jogadores campeões da Copa do Mundo de 1970, no México, conquista que completou 40 anos. O atacante Ronaldo, que voltou a ter boas relações com Ricardo Teixeira, também foi lembrado. A torcida do Bahia foi eleita a mais vibrante - o clube retornou à Série A, enquanto o rival Vitória caiu para a Série B.

Polêmica na premiação do árbitro. Carlos Eugênio Simon encerrou a carreira na partida entre Fluminense e Guarani, mas ficou apenas com a bola de prata. O ganhador foi Sandro Meira Ricci, que apitou o polêmica pênalti para o Corinthians na partida diante do Cruzeiro, no Pacaembu. Paulo César de Oliveira ficou em terceiro.

OS PREMIADOS NA FESTA DO BRASILEIRÃO

GOLEIRO

(Ouro) Fábio - Cruzeiro

(Prata) Victor - Grêmio

(Bronze) Jeferson - Botafogo

LATERAL DIREITO

(Ouro) Mariano - Fluminense

(Prata) Léo Moura - Flamengo

(Bronze) Jonathan - Cruzeiro

ZAGUEIRO DIREITO

(Ouro) Dedé - Vasco

(Prata) Alex Silva - São Paulo

(Bronze) Chicão - Corinthians

ZAGUEIRO ESQUERDO

(Ouro) Miranda - São Paulo

(Prata) Réver - Atlético MG

(Bronze) Leandro Eusébio - Fluminense

LATERAL ESQUERDO

(Ouro) Roberto Carlos - Corinthians

(Prata) Kleber - Internacional

(Bronze) Diego Renan - Cruzeiro

VOLANTE DIREITO

(Ouro) Jucilei - Corinthians

(Prata) Fabrício - Cruzeiro

(Bronze) Willians - Flamengo

VOLANTE ESQUERDO

(Ouro) Elias - Corinthians

(Prata) Arouca - Santos

(Bronze) Marcos Assunção - Palmeiras

MEIA DIREITA

(Ouro) Montillo - Cruzeiro

(Prata) D'Alessandro - Internacional

(Bronze) Paulo Baier - Atlético Paranaense

MEIA ESQUERDA

(Ouro) Conca - Fluminense

(Prata) Bruno César - Corinthians

(Bronze) Douglas - Grêmio

ATACANTE 1

(Ouro) Jonas - Grêmio

(Prata) Tiago Ribeiro - Cruzeiro

(Bronze) Éder Luis - Vasco

ATACANTE 2

(Ouro) Neymar - Santos

(Prata) Kléber - Palmeiras

(Bronze) Loco Abreu - Botafogo

TÉCNICO

(Ouro) Muricy Ramalho - Fluminense

(Prata) Cuca - Cruzeiro

(Bronze) Renato Gaúcho - Grêmio

REVELAÇÃO

Bruno César - Corinthians

CRAQUE DA GALERA

Conca - Fluminense

MELHOR DO BRASILEIRÃO

Conca - Fluminense

ARTILHEIRO

Jonas (Grêmio) - 23 gols

ÁRBITRO

(Ouro) Sandro Meira Ricci

(Prata) Carlos Eugenio Simon

(Bronze) PC de Oliveira

Conca participou de um show de mágica com Issao Imamura. Ele foi algemado e encaixotado

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.