Concentração italiana está em festa nesta quarta-feira

Esta quarta-feira foi de festa na concentração italiana. Não só pela classificação para a final da Copa do Mundo, mas porque o centroavante Alberto Gilardino comemora 24 anos. Ele nasceu exatamente no dia em que Paolo Rossi fez os três que eliminaram o Brasil da Copa do Mundo de 1982, na Espanha. Como todos os jogadores da Itália, ele está de folga nesta quarta. Haverá um bolo depois do jantar para comemorar a data. Gilardino fez um gol na Copa, no jogo contra os Estados Unidos. Diante da Alemanha, entrou no segundo tempo no lugar de Toni e foi muito bem na prorrogação - mandou uma bola na trave e fez a jogada do gol de Del Piero. Ele tem esperança de ser titular na final. TOTTI A final da Copa deverá ser a última partida de Totti pela seleção italiana. O jogador da Roma, que completará 30 anos dia 27 de setembro, revelou ao técnico Marcello Lippi que há 90% de chance de deixar a seleção depois do Mundial. A conquista do título seria a chance de se despedir em grande estilo, para acabar de vez com os comentários de que não rende bem com a camisa azul - em 57 partidas, fez apenas nove gols. Totti fez uma Copa apagada em 2002, uma boa Eurocopa em 2004 e uma péssima Eurocopa em 2004, quando cuspiu no dinamarquês Poulsen no jogo de estréia e foi suspenso por quatro partidas, o que o afastou da competição. ?Temos que respeitar as decisões de cada um. O que posso dizer é que confio plenamente em Totti e nunca tive dúvida de que ele seria importante para nós aqui na Alemanha?, disse Lippi.

Agencia Estado,

05 Julho 2006 | 15h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.