Nelson Perez/Divulgação
Nelson Perez/Divulgação

Concorrência com o Inter por Abel faz Palmeiras pensar em Roger

Clube alviverde trata negociação com cuidado e avalia possíveis alternativas no mercado para buscar o novo treinador

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

22 Novembro 2017 | 14h52

O plano do Palmeiras em contar com Abel Braga como técnico no próximo ano não será de fácil conclusão. A forte concorrência do Inter e a negociação dos gaúchos com o filho do treinador, Fábio Braga, já leva a diretoria alviverde a pensar em possíveis alternativas. Entre essas ideias secundárias, a corrente mais forte internamente é pela vinda de Roger Machado.

+ Final da Copa do Brasil sub-17 terá dérbi e expectativa para 15 mil pessoas

+ Valentim adia definição do futuro para depois do Brasileiro

O ex-comandante de Grêmio e Atlético-MG por pouco não veio para o Palmeiras já no começo de 2017. O treinador chegou a ser procurado pela diretoria para substituir Cuca, mas diante de uma indefinição, a escolha na época se deu por Eduardo Baptista. Machado está sem clube desde julho, quando saiu do Atlético-MG, e voltou a morar em Porto Alegre.

O nome de Roger Machado agrada ao Palmeiras, pois o páreo com o Inter por Abel Braga promete ser complicado. O atual técnico do Fluminense tem grande amizade pelo atual presidente do clube gaúcho, Marcelo Medeiros. Os dois estabeleceram uma relação de cumplicidade em 2014, quando o dirigente era diretor de futebol da equipe e manteve o treinador no cargo mesmo durante uma sequência de maus resultados.

O Inter está sem treinador desde a demissão de Guto Ferreira e quer Abel Braga para iniciar a reconstrução do elenco no próximo ano, na volta à elite do Campeonato Brasileiro. A diretoria do time gaúcho se reuniu com o filho do treinador, escolhido pelo pai como o seu interlocutor nos contatos com clubes. O técnico só deve definir o futuro ao fim da disputa do Campeonato Brasileiro.

O clube gaúcho, no entanto, tem pressa em anunciar o nome do novo treinador. A diretoria pretende fazer a confirmação já no próximo fim de semana, para marcar o fim da participação da equipe no Brasileiro da Série B. No sábado o Inter recebe o Guarani, no Beira-Rio.

O Palmeiras havia pensando em Abel por considerar o treinador experiente e com habilidade para lidar com o grupo. No entender da cúpula alviverde, a aposta realizada para 2017 em um profissional jovem, com Eduardo Baptista, não deu certo e seria necessário agora escolher um profissional com carreira mais consolidada no mercado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.