Confederação Asiática de Futebol suspende dirigente por corrupção

A Confederação Asiática de Futebol (AFC, na sigla em inglês) anunciou nesta quarta-feira a suspensão de seu secretário-geral, Alex Soosay. A punição foi definida após as alegações de que ele teria encoberto possíveis provas durante uma investigação por um caso de corrupção na entidade, ocorrido em 2012.

Estadão Conteúdo

13 de maio de 2015 | 10h13

Em abril, o jornal The Malay Mail teve acesso a um vídeo gravado em julho de 2012, no qual o diretor financeiro da AFC, Bryan Kuan Wee Hong, dizia a um investigador da Fifa que Soosay havia pedido para que fosse escondida uma evidência que o ligava ao ex-presidente da entidade asiática, Mohamed bin Hammam, acusado em diversos casos de corrupção.

"A secretário-geral da AFC, Alex Soosay, foi suspenso hoje pela entidade após as alegações da mídia surgidas recentemente sobre um caso de 2012. Um vídeo conduzido como parte da investigação da Fifa foi passado à mídia recentemente e a AFC agora conseguiu verificar sua autenticidade", explicou a entidade em comunicado.

A AFC não especificou o tempo previsto para a suspensão de Soosay. O certo é que seu lugar será ocupado interinamente pelo secretário-geral adjunto, Dato Windsor John, enquanto um novo nome definitivo não é apontado.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolAFCcorrupçãoAlex Soosay

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.