Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Confiança do torcedor empurrou a seleção, diz Fred

Atacante diz que houve uma mudança na postura da torcida brasileira em relação à seleção

AE, Agência Estado

30 de junho de 2013 | 22h48

RIO - Artilheiro da Copa das Confederações com cinco gols, ao lado de Fernando Torres, Fred marcou dois na decisão e se colocou como um dos principais atacantes do futebol mundial. O jogador do Fluminense acredita que, para que a seleção chegasse ao título, o apoio do torcedor foi fundamental.

Ele citou a mudança de postura dos brasileiros perante a equipe na comparação com o que era visto quatro ou três semanas atrás. "Hoje antes do jogo passamos na praia do Leblon, Copacabana, Ipanema, e lembramos que ouvimos algumas coisas que desagradavam dentro do ônibus, mas que agora todo mundo batia palma, apoiava. Essa confiança que a gente conquistou do torcedor foi muito importante", comentou Fred

O atacante refutou a ideia de que o título brasileiro foi surpreendente. Para ele, o Brasil fez por merecer a vitória por 3 a 0 sobre a Espanha. "Apesar da humildade, internamente todo mundo estava ciente que íamos para cima, íamos agredir e tínhamos totais condições de conquistar o título. Pelo que a gente fez e pela confiança que todo mundo colocou na gente foi mais do que merecido."

Além dos dois gol de Fred e do de Neymar, o Brasil teve outro "gol", quando David Luiz tirou, em cima da linha, um chute de Pedro. Ao comentar o lance, o defensor lembrou do pênalti que fez contra o Uruguai e que foi defendido por Julio Cesar. "Estava devendo uma para ele."

O zagueiro também elogiou a postura do grupo e dedicou o título ao "País do Futebol". "A gente sabia que se a gente continuasse com o mesmo estilo, identidade, que a gente tinha condições de vencer. Lutamos do começo ao fim. A equipe teve raça, técnica, talento, tudo na hora certa", disse ele, que continuou: "O nosso país merece isso. Aqui, toda criança que nasce, nasce querendo jogar futebol".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.