Confiança foi o segredo do Santos

A auto-confiança dos jogadores do Santos e a falta de concentração do Coritiba foram na opinião do lateral Paulo Cesar, os principais fatores que levaram o Santos à vitória. Segundo ele, os mais experientes transmitiram essa confiança para a equipe dentro de campo. " Temos um grupo com qualidade e por isso conseguimos esse resultado, mesmo com uma situação contrária a nossa." Para o técnico Gallo, a dedicação de todos dentro de campo, foi fundamental. O treinador avalia as estréias de Luciano Henrique e Fabiano, autor de dois gols, como ótimas, pois eles encaixaram no sistema tático da equipe. Sobre as modificações que realizou , Gallo disse que foi uma opção tática que deu um bom resultado. "O Deivid e o Robinho jogam um pouco mais pelas laterais enquanto o Fabiano joga mais pelo meio, eu havia percebido que o miolo de defesa deles estava fragilizado e por isso procurei explorar aquele setor." O lateral Léo comparou o jogo deste domingo com uma partida da Copa Libertadores. "A nossa equipe já demonstrou em outras situações que ela é copeira e soubemos superar a pressão da torcida adversária que lotou o estádio. Com um homem a menos em campo, durante parte do jogo, Léo destacou a importância das jogadas laterais. Não perdemos a tranqüilidade, tomamos um gol, viramos o jogo mas conseguimos vencer jogando pelas laterais."O meia Ricardinho autor do cruzamento que originou o gol de Robinho, preferiu elogiar a qualidade técnica da equipe, assim como a atuação de todos dentro de campo. "Nós temos uma característica de toque de bola e também obediência na parte tática, o que facilita o nosso jogo. Todos auxiliam na defesa e o time sabe avançar na hora certa."O próximo jogo do Santos será contra o Atlético Paranaense, no próximo sábado, na Vila Belmiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.