Érico Leonan / São Paulo
Érico Leonan / São Paulo

Confiante, Bruno Alves garante que São Paulo está com o ambiente leve

Jogador festeja ter marcado nas cobranças de pênalti contra o Palmeiras e prevê bom duelo com o Corinthians

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

10 de abril de 2019 | 04h35

O zagueiro Bruno Alves mostra no rosto a alegria de ter ajudado a classificar o São Paulo para a final do Campeonato Paulista como também por ter contribuído com um gol de pênalti na disputa com o Palmeiras. Para o jogador, o feito tem um gostinho especial porque ele já havia desperdiçado uma cobrança na disputa contra o Colón, na Copa Sul-Americana no ano passado.

"Querendo ou não, passa um filme na cabeça. Mas a gente está aqui no São Paulo para assumir a responsabilidade. O Cuca passou bastante confiança para quem treinou, ele deixou as cobranças de pênaltis leves. Todos estavam confiantes de bater do jeito que treinou e, graças a Deus, fui feliz e puder fazer o gol, ajudando na classificação", explicou.

 

Contra o Colón, o São Paulo ganhou por 1 a 0 no tempo normal e levou a decisão para os pênaltis. Ruiz, Estigarribia, Correa, Fritzler e Ortiz acertaram para o time argentino, enquanto Nenê, Reinaldo e Hudson marcaram pelo São Paulo. Bruno Alves errou seu chute, ao mandar no meio do gol e ver Burián defender com o pé.

Com moral, Bruno Alves confessa que pediu para cobrar o pênalti diante do Palmeiras. E na final contra o Corinthians, domingo, às 16 horas, no Morumbi, ele espera que o São Paulo continue se impondo. "É um jogo difícil. O Mancini cobrava muita atenção nas bolas aéreas, mudou o posicionamento no jogo do Ituano, conversou com o Cuca e isso vem dando resultado. Esperamos continuar assim nessas finais."

Para ele, a chegada do novo técnico ajudou a melhorar ainda mais o ambiente no clube. "O Cuca chegou e na primeira conversa deixou todo mundo leve, trazendo mais confiança ainda, falando que era possível classificar, que ele conhecia o outro lado e sabia os pontos fracos. Então a gente pôde usar isso bastante a nosso favor e deu tudo certo", contou Bruno Alves, citando a classificação em cima do Palmeiras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.