José Patrício/Estadão
José Patrício/Estadão

Confiante, Pato vê Corinthians favorito contra o Tijuana no Pacaembu

Alvinegro perdeu uma invencibilidade de 16 partidas no torneio extamente contra a equipe mexicana

VÍTOR MARQUES, Agência Estado

12 de março de 2013 | 19h08

SÃO PAULO - O Corinthians terá pela frente nesta quarta-feira, no Pacaembu, a equipe de melhor campanha na Libertadores até o momento. O Tijuana, adversário pela quarta rodada do Grupo 5, tem 100% de aproveitamento e venceu o time paulista na semana passada. Mesmo assim, o atacante Alexandre Pato não esconde que vê a equipe corintiana como favorita para o confronto.

"Não tem como esconder quem é o favorito, o Corinthians é o campeão da Libertadores, ganhou o Mundial. Todos querem ganhar, todos vão trabalhar forte. Tenho certeza de como a gente vem trabalhando, todos estão entendendo o objetivo do jogo", declarou o jogador, nesta terça-feira.

A confiança do jogador não parou por aí. Ele ainda respondeu às declarações da equipe Tijuana, que prometeu vir a São Paulo em busca dos três pontos. "Falar que vai ganhar é fácil, o mais importante é amanhã (quarta) na hora do jogo. O Corinthians teve esse freio (derrota para o Tijuana), mas o título é decidido lá na frente."

Com quatro pontos, o Corinthians está cinco atrás do Tijuana e um tropeço poderia colocar em risco as chances de classificação da equipe. Por isso, Pato admite que o jogo desta quarta será uma "decisão". "Todos os jogos são uma decisão, são três pontos em jogo. Todos vão entrar com o pensamento da vitória e conquistar esses pontos", prometeu.

Sobre sua fase desde que chegou ao time brasileiro no início do ano, o atacante não escondeu a alegria. Depois de 15 lesões praticamente em sequência no Milan, Pato finalmente conseguiu uma sequência de jogos no Corinthians. "Tive um ano e meio não muito bom, mas sempre trabalhei e tentei dar meu máximo. Aqui encontrei a torcida, o elenco, ótimos profissionais fora do campo, então estou muito feliz. Vim aqui para jogar e estou mais feliz."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.