Marta Perez/EFE
Marta Perez/EFE

Confira as curiosidades da final da Liga dos Campeões

Decisão entre Barça e Juve em Berlim teve apenas um impedimento

O Estado de S. Paulo

08 de junho de 2015 | 19h50

No último sábado, o Barcelona derrotou a Juventus e conquistou pela quinta vez a Liga dos Campeões. Com o título, o clube catalão é o primeiro a conquistar a tríplice coroa duas vezes, contando o cobiçado torneio interclubes europeu, o Campeonato Espanhol e a Copa do Rei. O primeiro 'triplete', como é chamado na Espanha, foi em 2008/09. 

Berlim recebeu pela primeira vez a final do torneio continental e, como curiosidade, a partida teve apenas um impedimento, de Evra, aos cinco minutos do segundo tempo. Outra curiosidade é que nenhum chute acertou a trave. 

O zagueiro Barzagli, da Juventus, completou todos os 34 passes que tentou, terminando a partida com 100% de aproveitamento. Pedro, que entrou no time do Barcelona nos acréscimos, também não errou passes, mas fez apenas um, o da assistência para o gol de Neymar. 

No geral, Daniel Alves foi o maior passador, com 67 completados em 74 tentados. Pirlo liderou entre os bianconeri, com 38 de 47. 

A diferença entre os líderes dos dois times pode ser explicada pela posse de bola. O Barcelona ficou com ela 61% do tempo, trocando 505 passes de 570 tentativas. Já os comandados de Massimiliano Allegri fez apenas 286 de 343 arriscados. 

O brasileiro Neymar terminou como o barcelonista mais faltoso da final, com três infrações. Pelo lado italiano, Arturo Vidal cometeu cinco e Leonardo Bonucci e Patrice Evra, quatro. Lionel Messi e Luis Suárez foram os maiores alvos dos marcadores, com cinco faltas sofridas cada um. 

 

Autor do único gol da Juventus na final, Álvaro Morata é o segundo a anotar nas duas partidas das semi e também na final. Arjen Robben fez igual em 2012/13. Já Neymar fez ainda melhor, sendo o único a ter gols na ida e na volta das quartas, das semifinais e também da decisão. 

Com a conquista, o Barcelona se tornou o terceiro maior campeão da Liga dos Campeões, atrás de Real Madrid, 10, e Milan, com 7 conquistas. Desde o bicampeonato, em 2005/06, foram 10 edições do torneio e os catalães não chegaram às semifinais em apenas duas oportunidades. Nas três finais que chegaram, 2008/09, 2010/11 e 2014/ 15, foram campeões.

A Juventus tem apenas dois títulos e seis vice-campeonatos. Desde a última conquista, em 1995/96, foi a outras quatro finais e terminou derrotada. A final da atual temporada foi a segunda disputada e perdida para espanhóis. A Velha Senhora perdeu para o Real Madrid na temporada 1997/98. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.