Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Confira os números da crise financeira que o São Paulo enfrenta

Clube tenta sanar os cofres para não fechar o ano no vermelho

O Estado de S. Paulo

17 de outubro de 2015 | 17h00

Para se reformular e voltar a ser exemplo no futebol brasileiro, o São Paulo precisa se apoiar em metas para começar a se reerguer. Diante da maior crise política da história do clube, o Estado listou alguns números que sintetizam o desafio financeiro que a diretoria tem pela frente.

R$ 273 milhões

É a dívida total que o São Paulo tem acumulada para resolver. O valor inclui débitos tributários, bancários e trabalhistas.

R$ 8 milhões

O clube paga todo mês aos bancos em taxas de juros e amortização da dívida

4 meses

Foi o tempo que o clube chegou a atrasar os direitos de imagem do elenco neste ano

8 jogadores

A diretoria negociou entre julho e agosto. As vendas ajudaram a bancar o débito com os atletas

15 meses

É o tempo que o clube está sem contrato com patrocinador master no uniforme

62% de aumento

Foi a alteração do endividamento bancário ao longo do último ano, segundo dados do balanço do clube

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCcrise

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.