Divulgação
Divulgação

Kléber é apresentado no Coritiba e pode estrear no clássico

Atacante estava sem jogar depois de saída conturbada do Grêmio

Estadão Conteúdo

16 de junho de 2015 | 21h12

Depois de chegar ao Paraná na segunda-feira e definir os últimos detalhes do contrato com a diretoria do Coritiba, o atacante Kléber finalmente foi confirmado como novo reforço do clube nesta terça e apresentado durante a tarde. Os salários do jogador e o tempo do vínculo assinado não foram revelados por ambas as partes.

Kléber estava em litígio com o Grêmio e o processo de desligamento do clube durou os últimos seis meses, período no qual o jogador não entrou em campo. Ainda assim, há a possibilidade de ele entrar em campo no clássico diante do Atlético-PR, neste domingo, pelo Campeonato Brasileiro.

"A minha vontade é sempre estar ajudando. Independente de estar jogando ou não, é ajudar. É uma situação que não depende só da gente, a gente vai sentindo aos poucos com a comissão para saber", declarou o jogador, sobre esta possibilidade, durante sua apresentação.

A escalação de Kléber depende de sua condição física, mas também da aparição de seu nome no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF. O fato é que o jogador já iniciou os trabalhos ao lado dos novos companheiros na manhã desta terça.

Sobre sua chegada ao clube, Kléber comemorou o acerto e pediu apoio da torcida em meio ao difícil momento do Coritiba no Brasileirão. "Eu estou muito feliz de estar no Coritiba. Nós precisamos que a torcida jogue com a gente, que esteja do nosso lado. Porque se a torcida ficar contra, fica muito mais difícil de sairmos dessa situação."

O time paranaense é o antepenúltimo colocado na tabela, com somente três pontos em sete jogos, e a situação do ataque preocupa - marcou somente quatro gols no campeonato. Até por isso o Coritiba teria aceitado abrir os bolsos e bancar o salário de Kléber, que seria superior ao piso previamente estabelecido pela diretoria.

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
Mercado da BolafutebolCoritibaKléber

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.