Estela Silva/Efe
Estela Silva/Efe

Confronto com Cristiano Ronaldo preocupa os brasileiros

Julio Cesar diz que é preciso ter atenção nas cobranças de falta do craque português

ANDRÉ CARDOSO, Agência Estado

21 de junho de 2010 | 17h55

O próximo desafio do Brasil promete ser o mais complicado até agora na Copa do Mundo. Na sexta-feira, na cidade de Durban, a seleção brasileira enfrentará Portugal, em jogo que vale a primeira colocação do Grupo G. E o principal temor é justamente com a grande arma portuguesa: o meia-atacante Cristiano Ronaldo.

Veja também:

linkDunga procura agora um substituto para Kaká na seleção brasileira

especial CRONOLOGIA: Copa, dia a dia

tabela TABELA - Jogos | Classificação | Simulador |

Após as vitórias sobre Coreia do Norte e Costa do Marfim, o Brasil já garantiu a classificação antecipada para as oitavas de final do Mundial da África do Sul. Portugal, por sua vez, ainda não confirmou a vaga, mas ficará com a primeira posição da chave, desbancando os brasileiros, se vencer a partida na sexta.

Por isso mesmo, o confronto é importante para os dois lados. No caso brasileiro, poderia haver um relaxamento natural após a conquista da vaga antecipada, mas Dunga exige que a concentração e a determinação sejam mantidas, para não perder o embalo e poder terminar a primeira fase na liderança da chave.

Para superar mais esse desafio, os brasileiros prometem atenção especial com Cristiano Ronaldo. O astro português é o jogador mais caro da história do futebol mundial, depois de ter sido comprado pelo Real Madrid no ano passado por 94 milhões de euros, e costuma ser quase sempre decisivo durante os jogos.

Na Copa, Cristiano Ronaldo marcou apenas um gol em dois jogos disputados. Mas contra a Coreia do Norte, nesta segunda, teve uma grande atuação na incrível goleada por 7 a 0, servindo os companheiros para marcar e criando várias oportunidades. Assim, mostrou que está vivendo realmente um bom momento. "O Cristiano Ronaldo é um jogador muito bom tecnicamente. Ele chuta e cabeceia bem", elogiou Julio Cesar, o goleiro titular da seleção brasileira. "Ele também tem um jeito particular de bater os lances de bola parada, que dificulta bastante para os goleiros. Tem que ter uma atenção especial com ele".

Kaká é outro que conhece bem Cristiano Ronaldo, de quem se tornou amigo depois que ambos foram comprados pelo Real Madrid no ano passado. Ele tinha combinado de trocar camisas com o astro português, mas não poderá jogar na sexta por estar suspenso. Agora, mesmo de longe, pede cuidado ao time brasileiro.

Assim, prometendo muita atenção na marcação, o Brasil arma a estratégia para tentar anular Cristiano Ronaldo, o que será fundamental para conseguir vencer Portugal. Até o jogo de sexta, serão mais três treinos e muita conversa para Dunga preparar a seleção brasileira para mais esse desafio na Copa do Mundo.

 

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.