Luciano Claudino
Luciano Claudino

Confrontos entre torcedores marcam início do Paulistão

Conflito em Campinas deixa 38 torcedores de Ponte e São Paulo detidos e 2 feridos. Também houve confusão na Rodovia Anchieta

Gonçalo Junior, O Estado de S. Paulo

02 de fevereiro de 2015 | 10h26

Atualizada às 12h05
O início do Campeonato Paulista marcou a retomada dos confrontos entre torcedores. Pelo menos duas brigas foram registradas após a primeira rodada deste final de semana. Em Campinas, um grupo de 38 torcedores da Ponte Preta e do São Paulo foi detido no início da noite deste domingo após um confronto no bairro Swift. Segundo a Polícia Civil, todos foram liberados após serem ouvidos na delegacia. Mais dois torcedores sofreram ferimentos leves e foram levados para o Hospital Mário Gatti.

A confusão começou antes do jogo de estreia da Ponte Preta no Campeonato Paulista, contra a Portuguesa, no Estádio Moisés Lucarelli. Policiais do Batalhão de Ações Especiais foram chamados e prenderam 28 integrantes de uma uniformizada da Ponte Preta e outros dez do São Paulo. Foram apreendidas barras de ferro.

Embora o motivo da confusão não tenha sido revelado pela polícia, as duas torcidas se tornaram rivais desde que Anderson Ferreira Tomás, torcedor da Ponte Preta, foi morto a pauladas por são-paulinos em outubro de 2005 antes de uma partida pelo Campeonato Brasileiro.

Em outro confronto, três pessoas foram detidas após uma briga entre torcedores do Santos e do Corinthians na Rodovia Anchieta, que faz a ligação entre a capital e o litoral. Na altura do quilômetro 32, perto de Cubatão, por volta das 18 horas deste domingo, santistas que estavam em um ônibus, desceram do veículo e utilizaram pedaços de ferro e pedras para danificar um carro de corintianos parado no acostamento.

A agressão foi comunicada para os policiais rodoviários que fizeram um bloqueio e interceptaram o ônibus. Dos três detidos, dois assinaram um termo de agressão ao patrimônio privado; o terceiro era menor de idade. De acordo com a Polícia Federal, todos foram liberados e ninguém ficou ferido./COLABOROU LUCAS SAMPAIO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.