Twitter Felicitas Flores | Reprodução
Felicitas Flores assinou um contrato com a Nike e encantou Lionel Messi com a sua habilidade Twitter Felicitas Flores | Reprodução

Felicitas Flores assinou um contrato com a Nike e encantou Lionel Messi com a sua habilidade Twitter Felicitas Flores | Reprodução

Conheça Felicitas Flores Mussi, a argentina de oito anos que assinou com a Nike e encantou Messi

Com passagem pelo Estudiantes de La Plata, a jovem sonha em atuar pela seleção argentina e ser uma inspiração para outras meninas

Caio Possati , especial para o Estadão

Atualizado

Felicitas Flores assinou um contrato com a Nike e encantou Lionel Messi com a sua habilidade Twitter Felicitas Flores | Reprodução

Apesar de ter apenas oito anos, Felicitas Flores Mussi já tem a certeza do que quer fazer na vida quando crescer: ser jogadora de futebol e vestir a camisa da seleção do seu país, a Argentina. A jovem atleta, que já arriscou seus dribles e chutes na base do time feminino do Estudiantes de La Plata, deu um passo importante para a realização do seu sonho. Ela firmou um acordo de três anos com a Nike e superou, em precocidade, os contratos de Neymar e Messi, que fecharam com a marca quando tinham 13 e 14 anos, respectivamente.

“Fiz um contrato de três anos com a Nike e o mais bonito é que diz 'jogador de futebol'. Obrigado a todos por apoiarem meu sonho. A cada dia somos mais”, escreveu a jovem em sua rede social, que já ultrapassa os 11 mil seguidores, para anunciar a novidade. O texto é seguido de uma foto em que mostra Felicitas se apoiando sobre o contrato assinado e vestindo uma blusa rosa da marca.

Assinar com uma das maiores empresas de material esportivo é um sinal de reconhecimento por um talento evidente, perceptível pelos vídeos que circulam nas redes sociais. Chutes fortes de direita, rápida movimentação e contole de bola com as duas pernas, tanto por baixo como pelo alto, credenciam Felicitas como uma promessa do futebol argentino feminino.

A parceria, segundo o pai de Felicitas, Maximiliano Flores, é uma oportunidade para que a filha desenvolva o seu futebol e que seja um exemplo para as outras meninas que se interessam pelo esporte, mas que esbarram na dificuldade de encontrar um time para jogar. “Na Argentina, os grandes clubes não têm futebol feminino infantil. Por enquanto, ela brinca às vezes com os meninos e às vezes com as meninas”, explica Flores em conversa com o Estadão.

Por esse motivo, ele revelou que a família estaria decidida a emigrar para outro país se aparecer uma melhor opção para a filha jogar futebol.

Futebol todo dia

Apesar de viver em um país cujo terreno é pouco fértil para o desenvolvimento do futebol feminino infantil, Felicitas desenvolve sua habilidade desde os dois anos, quando já tinha bola, chuteira e uniforme. Em um vídeo gravado para o jornal argentino Clarín, ela afirma que joga futebol todos os dias e que já coloca o uniforme depois que acorda.

Antes de jogar pelo Estudiantes de La Plata, onde ingressou na escola do clube em 2019, Felicitas começou a competir no futebol dividindo o campo com os meninos pela “Liga Municipal Quilmeña de Futbol”. Seu pai, o primeiro treinador que a garota  teve, foi o responsável por introduzi-la nas competições. 

Apesar de não verem problemas em se misturar com os meninos, os pais sentiam que era importante que a filha soubesse que meninas como ela também se interessavam por futebol. “Até os seis anos, ela nunca tinha visto meninas jogarem. Então, em 2019, nós a levamos para a escola de futebol para meninas no Estudiantes de La Plata. Um novo mundo se abriu para ela, não apenas pensando que os meninos jogavam, mas também que as meninas podiam fazer isso”, explicou o pai. 

Hoje, ela saiu do Estudiantes e joga pela equipe ADIP (Agrupación Deportiva Infantil Platense), que pertence a Liga de La Plata. 

Além de ser apaixonada por futebol, por desenhos e pintura, Felicitas também é uma defensora declarada do futebol argentino feminino. A garota vibra quando as jogadoras do país conseguem conquistar mais espaços dentro do futebol. 

Em agosto, quando as partidas do futebol argentino passaram a ser televisionados no país, a jovem comemorou: “Estava pensando em todas as meninas que não tinham a possibilidade de ir ao estádio ver uma partida de futebol agora vão poder conhecer tantas craques e se sentir identificadas como eu me sinto”, escreveu Felicitas em seu Twitter.

Com um contrato novo embaixo do braço e tornando-se cada vez mais conhecida, os pais Felicitas esperam não apenas que a filha dê passos importantes para uma futura carreira como jogadora, como também servir de inspiração para outras meninas no país. “Dar visibilidade a ela pode servir de exemplo para outras meninas e pais que não acreditam ou não conhecem o futebol feminino, ou de ligas que não permitem que se jogue um futebol misto”, afirmou o pai da jovem jogadora.

Messi encantado

Além do reconhecimento da Nike, Felicitas também já foi notada pelo seu maior ídolo, Lionel Messi, a quem também não disfarça a sua paixão. São frequentes as publicações que a jovem faz homenageando o capitão da Seleção Argentina.

Em uma delas, divulgada em maio deste ano, a garota gravou um vídeo dedicado ao craque do Paris Saint-Germain, exibindo  um compilado de lances de habilidade em que ela aparece fazendo embaixadinhas e desferindo chutes potentes em direção ao gol. Tudo isso vestindo, claro, uma camisa da seleção argentina com o número 10 estampado nas costas.

Para a surpresa de Felicitas, o vídeo viralizou. E não só chegou ao ídolo, como também ele fez questão de respondê-la. “Muito obrigado pela dedicatória, Felicitas. Vi o vídeo e me encantei. Você é uma gênia”, escreveu Messi na parte de comentários no Instagram. 

“Ela corria por toda a casa, toda feliz”, lembra Maximiliano ao se recordar de como foi a reação da filha quando viu a resposta de Messi. À imprensa argentina, a menina comentou: “Fiquei muito feliz que ele viu. Tenho o sonho de ser como ele e jogar pela Seleção. Espero poder conhecê-lo algum dia”

La Pulguita

O sonho de se encontrar o com ídolo esteve perto de acontecer, mas não foi possível por conta da pandemia. Messi e Felicitas estrelaram uma propaganda para a empresa YPF para promover um jogo de camisetas da Argentina inspirado na trajetória de Messi, que contava com quatro tamanhos diferentes: Pulguita, Sonhador, Mito e Lenda - um tamanho para cada fase da carreira do argentino. 

Felicitas foi a modelo da Pulguita (Pulguinha em espanhol), que corresponde ao menor número da vestimenta, e também o apelido que Messi tinha quando criança por ser menor em altura do que os outros jogadores. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.