Rodrigo Corsi/FPF
Rodrigo Corsi/FPF

Conheça o protocolo que está em vigor para os jogos do Campeonato Paulista

Cartilha de cuidados inclui testes no dia dos jogos, recomendação para higienizar alimentos e uso obrigatório de máscaras

Redação, O Estado de S.Paulo

12 de abril de 2021 | 16h00

O Campeonato Paulista voltou a realizar jogos no último fim de semana cercado de novas preocupações com a pandemia da covid-19. Para tentar convencer o Ministério Público (MP) e o governo estadual a liberarem a retomada das partidas após quase um mês de paralisação, a Federação Paulista de Futebol (FPF) preparou um protocolo minucioso. Máscaras no banco de reservas, testes nos dias de jogos e recomendação especial com os alimentos estão entre as determinações.

A principal mudança é a adoção do formato de bolhas. Os times agora precisam ficar fechados nos respectivos hotéis e centros de treinamento sem ter contato com outras pessoas. De lá, as equipes só podem sair para jogos ou para treinos. Todos serão testados com PCR a cada três dias. Em caso de exames positivos, a pessoa terá de ficar isolada e precisará ser feito um rastreio de possíveis contatos que ela tenha feito nos dias anteriores. Confira as principais propostas:

Teste no dia do jogo

As partidas foram marcadas todas para começar depois das 20h, para evitar aglomerações de torcedores. Na manhã do dia do jogo, todo o elenco terá de ser submetido a um teste de antígeno, o mais rápido para detecção da covid-19. Cada jogador deve permanecer em quartos individuais e ser examinado por um representante do Comitê Médico da FPF. Quem testar negativo, poderá jogar. Em caso de exames positivos, o atleta terá de ser isolado. O mesmo vale para a equipe de arbitragem.

Distanciamento

Além de cada atleta precisar ficar em quartos separados nas concentrações, o mesmo vale para outras partes da rotina diária. O cuidado com o distanciamento será uma regra. Os assentos nos refeitórios, academias, salas de fisioterapia e demais espaços fechados terão de ser acomodados para preservar a distância e diminuir o risco de contágio.

Máscaras em campo

A utilização das máscaras terá de ser por tempo prolongado. Os jogadores entrarão em campo com o acessório, algo que não era exigido anteriormente. Além disso, capitães e árbitros só vão poder ficar sem a proteção após o sorteio de quem começa com a bola. No banco de reservas, a utilização do acessório é obrigatória para todos os que estiverem sentados.

Funcionários e higiene

Os clubes foram orientados a manter nas bolhas o número mínimo possível de funcionários. Ainda assim, cozinheiros, faxineiros, assistentes e demais outras funções devem ser testados a cada três dias. No preparo e higienização dos alimentos, os clubes devem seguir orientações da Associação de Bares e Restaurantes (Abrasel). Todas as embalagens devem ser limpas com álcool em gel.

Campanhas

A FPF e os clubes se comprometeram a fazer campanhas de conscientização sobre a quarentena e o distanciamento social. Um dos pedidos é para os times se engajarem com ações nas redes sociais. A entidade organizadora do torneio também se compromete a reforçar antes de cada partida o pedido para que autoridades de segurança façam o patrulhamento nos arredores dos estádios para evitar aglomerações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.