Coni quer banir jogador do Brescia por uso de cocaína

O Comitê Olímpico Nacional Italiano (Coni) recomendou nesta quinta-feira que o atacante Francesco Flachi, flagrado duas vezes no doping pelo uso de cocaína, seja banido do futebol. O jogador pertence ao Brescia, que disputa atualmente a segunda divisão italiana.

AE-AP, Agencia Estado

18 de março de 2010 | 12h01

A última vez em que Flachi foi flagrado no exame antidoping foi em 19 de dezembro de 2009, após confronto entre Brescia e Modena. O jogador já havia sido suspenso por dois anos em 2007, quando disputava a primeira divisão pela Sampdoria, ao testar positivo para cocaína.

Flachi tem 34 anos e iniciou a carreia como profissional na Fiorentina em 1993, mas marcou história na Sampdoria, clube em que atuou por quase dez anos. Antes de se transferir para o Brescia no ano passado, teve uma rápida passagem pelo Empoli.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.