Ernesto Ryan/Reuters
Ernesto Ryan/Reuters

Conmebol aguarda aval do governo uruguaio por 100% de público na final da Libertadores

Ideia é que a decisão entre Flamengo e Palmeiras e também a da Sul-Americana sejam disputadas com o Estádio Centenário lotado, com 60 mil torcedores

Ricardo Magatti, O Estado de S.Paulo

01 de outubro de 2021 | 14h32

Ainda existem muitas indefinições a pouco menos de dois meses para as finais da Copa Sul-Americana e da Libertadores. Uma delas diz respeito à presença de torcida no Estádio Centenário, em Montevidéu, palco das duas decisões, nos dias 20 de novembro, entre Athletico-PR e Red Bull Bragantino, e 27, entre Flamengo e Palmeiras. Existe a possibilidade de o histórico estádio ter 100% de sua capacidade preenchida, mas, por ora, somente 50% está assegurada.

Em entrevista à rádio uruguaia Sport890, o secretário de Esportes do Uruguai, Sebastián Bauzá, afirmou que está "trabalhando para que as finais sejam realizadas com 100% de público no Centenário". 

O Estadão apurou que há realmente esse desejo por parte da Conmebol de ter 60 mil torcedores nas decisões das duas principais competições do futebol sul-americano, mas neste momento, essa possibilidade é pequena. O que pode mudar esse cenário e fazer com que as autoridades uruguaias liberem 100% da capacidade do estádio é o ritmo avançado da vacinação no Uruguai, além da redução do número de casos de covid-19 no país.

A Conmebol ainda não anunciou publicamente quaisquer informações sobre a presença de torcedores nas finais, bem como os protocolos sanitários que serão adotados para entrar nos jogos e os valores dos ingressos. Essas informações serão divulgadas nos próximos dias.

A entidade tem feito reuniões frequentes com integrantes da secretaria de Esportes do Uruguai e o Ministério da Saúde do país. Embora não admita e diga reiteradamente que irá "cumprir o que o governo uruguaio determinar", o desejo é que o estádio esteja lotado nas finais. 

A princípio, os ingressos serão divididos igualmente entre os dois clubes presentes nas duas finais. Uma carga menor ficará para os convidados da própria Conmebol e também da CBF. Pacotes incluindo hospedagem, passagem aérea, traslado e bilhetes já estão sendo comercializados.

Em agosto, o governo do Uruguai anunciou a reabertura gradual das fronteiras aos estrangeiros a partir de setembro. No entanto, o país só voltará a receber turistas, incluindo brasileiros, a partir de 1º de novembro. Quem viajar ao território uruguaio terá de apresentar teste RT-PCR negativo para covid-19 e comprovante de imunização.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.