Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Conmebol confirma suspensão de Messi após expulsão na Copa América

Atacante vai perder o primeiro jogo das eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2022

Redação, Estadão Conteúdo

23 de julho de 2019 | 21h22

O tribunal disciplinar da Conmebol confirmou, nesta terça-feira, a suspensão automática do craque argentino Lionel Messi pelo cartão vermelho recebido no triunfo de sua seleção sobre o Chile, por 2 a 1, na disputa do terceiro lugar da Copa América contra o Chile.

Messi não recebeu jogos adicionais de suspensão, mas a Associação de Futebol Argentino (AFA) também não teve êxito na tentativa de anular a pena automática ao seu principal jogador. Além disso, a Conmebol também impôs uma multa de US$ 1,5 mil (aproximadamente R$ 5,6 mil), que será descontado de recursos a serem repassados à entidade.

A punição a Messi, porém, não encerra a polêmica envolvendo o último jogo da Argentina na Copa América do Brasil, pois esse julgamento se deu apenas pelo incidente dentro de campo, quando foi expulso nos minutos iniciais do duelo vencido por 2 a 1, após desentendimento com o defensor chileno Jara.

Messi, assim, ainda voltará a ser julgado pelas declarações dadas após o duelo com o Chile, em que boicotou a cerimônia de premiação do terceiro lugar e chegou a declarar que a competição estava armada para ser vencida pela seleção brasileira. A expectativa é para que a sua punição seja pequena nesse caso, pois recentemente o craque argentino enviou a Conmebol um pedido formal de desculpas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.