Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Alexandre Vidal/Flamengo
Alexandre Vidal/Flamengo

Conmebol cria 'ingresso solidário' virtual por R$ 20 para a decisão da Copa Libertadores

Dinheiro arrecadado será convertido em doações para seis instituições ligadas à luta contra a covid-19

Redação, Estadão Conteúdo

26 de janeiro de 2021 | 13h20

Sem a possibilidade de ter público no Maracanã neste sábado, às 17 horas, para a decisão da Copa Libertadores, entre Palmeiras e Santos, a Conmebol criou a campanha "Ingresso Solidário" com a venda de bilhetes simbólicos no valor de R$ 20 cada, que serão enviados para os torcedores por e-mail. Trata-se de um ingresso virtual para colecionador.

O dinheiro arrecadado pela campanha, desenvolvida pelo departamento de marketing da Conmebol, juntamente com os dois clubes finalistas, será convertido em doações para seis instituições ligadas à luta contra a covid-19. As compras dos ingressos podem ser feitas através do site www.futebolcard.com. Além disso, cada um dos clubes presenteará 22 torcedores sorteados que participaram da campanha com camisas oficiais.

"Estar na final da Conmebol Libertadores é um momento muito especial para a história do Palmeiras. A torcida é a razão de existirmos como instituição e o que move esse esporte tão fascinante. A falta que eles fazem e farão nas arquibancadas no próximo dia 30 será grande, mas não será em vão. Ter a oportunidade de ressignificar esse momento desafiador que estamos passando, em uma ação que vai ajudar a sociedade como um todo através da renda dos ingressos virtuais, nos mostra que o legado desta final vai além das quatro linhas. Isso nos deixa ainda mais orgulhosos por fazer parte desta história", disse o presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte.

A final da Libertadores terá uma logística especial. A Conmebol elaborou um novo protocolo para a decisão e permitirá até 5 mil presentes no Maracanã, número bem acima das 350 pessoas permitidas nas fases anteriores. Todos que estiverem por lá vão ter de apresentar na entrada uma carta de comprovação de teste negativo para o novo coronavírus e passar por medição de temperatura. Os portões estarão fechados e não haverá venda de ingressos como medida de prevenção à pandemia.

Segundo a Conmebol, a quantidade de no máximo 5 mil presentes inclui jogadores, jornalistas, comissões técnicas, funcionários da entidade, empregados do estádio, dirigentes dos clubes, autoridades, representantes de patrocinadores, convidados e familiares dos atletas. A organização da final promete respeitar as regras de distanciamento e reservar espaços de até 2 metros entre uma pessoa e outra dentro do Maracanã.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.