Norberto Duarte/ AFP
Norberto Duarte/ AFP

Conmebol define os cabeças de chave da Libertadores 2016

Ranking da entidade serve como base para divisão dos potes

O Estado de S. Paulo

21 de dezembro de 2015 | 20h12

A Conmebol divulgou nesta segunda-feira o seu novo ranking de clubes, que neste ano serviu como parâmetro para o formato do sorteio dos grupos da Copa Libertadores de 2016, marcado para acontecer nesta terça, em Assunção, no Paraguai. E, baseada nesta listagem, a entidade que dirige o futebol sul-americano confirmou Corinthians e Atlético-MG, respectivos atuais campeão e vice-campeão brasileiro, como únicos cabeças de chave do País no sorteio.

Outros times nacionais já garantidos diretamente na fase de grupos são Palmeiras, campeão da Copa do Brasil e Grêmio, que terminou o Brasileirão em terceiro lugar.

A Conmebol pretende evitar confrontos de equipes do mesmo país na fase grupos. Sendo assim, caso o Palmeiras, do pote 2, seja sorteado no grupo do Corinthians, cabeça de chave no pote 1, o alviverde será alocado na próxima chave automaticamente. Isso, porém, não será possível com o São Paulo, já que ele vem da fase preliminar da competição. 

Quarto colocado do Brasileirão, o tricolor paulista está na pré-libertadores, e vai para o pote 4, se vencer seu confronto. Os outros times nesta fase da competição são: Racing (ARG), Huracán (ARG), Independiente Santa Fé (COL), Guaraní (PAR), Universidad de Chile, River Plate (URU), Oriente Petrolero (BOL), Puebla (MEX), Caracas (VEN), Independiente del Valle (EQU) e Universidad Cesar Vallejo (PER).

Além de Corinthians e Atlético-MG, listados nesta segunda como respectivos 9º e 13º colocados do ranking da Conmebol, Boca Juniors (1º), River Plate (2º), Peñarol (3º), Nacional-URU (5º), Olímpia (7º) e San Lorenzo (14º) serão os outros seis cabeças de chave do sorteio desta terça, marcado para começar às 21h30 (horário de Brasília).

Para definição do seu ranking, a Conmebol disse que levou em conta três itens principais separados da seguinte forma: 1 - performance dos times nos últimos dez anos, com um escalonamento de pontos determinados de acordo com o desempenho entre 2006 e 2015; 2 - o coeficiente histórico, que computa pontos somados na Libertadores de 1960 a 2005; 3 - campeão do campeonato nacional de cada país entre 2006 e 2015.

Confira como estão divididos os outros potes:

Pote 1: Corinthians e Atlético-MG, River Plate (ARG), Boca Juniors (ARG) e San Lorenzo (ARG), Peñarol (URU) e Nacional (URU) e Olímpia (PAR)

Pote 2: Grêmio, Emelec (EQU), Cerro Porteño (PAR), Atlético Nacional (COL), Bolívar (BOL), Colo-Colo (CHI), Palmeiras, The Strongest.

Pote 3: LDU (34), Sporting Cristal (PER), Deportivo Cali (COL), Deportivo Táchira (VEN), Rosario Central (ARG), Melgar (PER), Cobresal (CHI), Trujillanos (VEN). 

Pote 4: Os ganhadores dos cruzamentos da primeira fase da competição - G1, G2, G3, G4, G5, G6, e os mexicanos Pumas (MEX) e Deportivo Toluca (MEX). 

RANKING DA CONMEBOL:

1 - Boca Juniors (ARG) - 5949 pontos

2 - River Plate (ARG) - 4884 pontos

3 - Peñarol (URU) - 4453 pontos

4 - Cruzeiro - 4425 pontos

5 - Nacional (URU) - 4315 pontos

6 - Internacional - 3944 pontos

7 - Olimpia (PAR) - 3682 pontos

8 - Santos - 3662 pontos

9 - Corinthians - 3651 pontos

10 - Vélez Sarsfield (ARG) 3599 pontos

11 - São Paulo - 3598 pontos

12 - Estudiantes (ARG) - 3471 pontos

13 - Atlético-MG - 3190 pontos

14 - San Lorenzo (ARG) - 3189 pontos

15 - Libertad (PAR) - 3139 pontos

16 - Grêmio - 3096 pontos

17 - Universidad de Chile - 3002 pontos

18 - Emelec (EQU) - 2781 pontos

19 - Cerro Porteño (PAR) - 2739 pontos

20 - Atlético Nacional (COL) - 2707 pontos

21 - Bolívar (BOL) - 2638 pontos

22 - Independiente Santa Fe (COL) - 2472 pontos

23 - Fluminense - 2360 pontos

24 - Colo-Colo (CHI) - 2171 pontos

25 - Defensor (URU) - 2126 pontos

OUTROS BRASILEIROS:

30 - Flamengo - 1790 pontos

31 - Palmeiras - 1774 pontos

46 - Vasco - 990 pontos

61 - Atlético-PR - 522 pontos

69 - Botafogo - 446 pontos

80 - Sport - 276 pontos

83 - São Caetano - 228 pontos

98 - Guarani - 138 pontos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.