Conmebol divulga datas e horários da Copa Libertadores

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) divulgou nesta terça-feira, em seu site oficial na internet, a tabela desmembrada, com datas e horários, das duas primeiras fases da competição: a "Pré-Libertadores", como é conhecida no Brasil e primeira fase, e a fase de grupos.A competição continental será aberta no dia 27 de janeiro com o confronto de ida entre El Nacional, do Equador, e Nacional, do Paraguai, em Quito. Dois dias depois, o Palmeiras fará sua estréia contra o Real Potosí, da Bolívia, no Palestra Itália, às 19h30 (de Brasília). A volta, nos quase 4 mil metros de altitude da cidade de Potosí, será no dia 4 de fevereiro, às 22 horas.Se passar pelo Real Potosí, o Palmeiras integrará o Grupo 1 e fará seu primeiro jogo longe de casa. Será no dia 17 de fevereiro, às 20 horas, em Quito, contra a LDU, a atual campeã da Libertadores. Sport e Colo Colo, do Chile, completam a chave e se enfrentam na primeira rodada, no dia seguinte, às 21h50, em Santiago.O São Paulo, atual campeão brasileiro, está no Grupo 4 e fará sua estréia na competição no dia 18 de fevereiro, às 21h50, no Morumbi. O adversário será o vencedor do confronto entre Independiente Medellín, da Colômbia, e Peñarol, do Uruguai. América de Cali, também colombiano, e Defensor Sporting, outro clube uruguaio, integram a chave.O Grêmio, no Grupo 7, já sabe que estreará no dia 25 de fevereiro, às 21h50, no estádio Olímpico, em Porto Alegre. O rival será conhecido após o duelo entre Universidad de Chile e um representante mexicano, que será definido em um torneio a ser realizado no início de janeiro. Aurora, da Bolívia, e Boyacá Chicó, da Colômbia, também enfrentarão os gaúchos nesta fasePor fim, o Cruzeiro é outro que fará seu primeiro jogo na Libertadores em casa. No dia 19 de fevereiro, às 19h15, no Mineirão, pelo Grupo 5, jogará contra o vencedor do confronto entre Estudiantes, da Argentina, e Sporting Cristal, do Peru. Universitário de Sucre, da Bolívia, e Deportivo Quito, do Equador, completam a chave.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.