AFP
AFP

Conmebol oficializa uso de ranking na Copa Libertadores

Sistema vai definir os cabeças de chave do torneio em 2016

MARCIO DOLZAN, O Estado de S. Paulo

26 Novembro 2015 | 16h08

A próxima edição da Copa Libertadores terá mesmo mudanças na composição dos grupos. A Conmebol confirmou nesta quinta-feira que está instituindo um ranking de clubes para definir sete dos oito cabeças de chave do torneio. O campeão da última edição (atualmente, o River Plate) seguirá sendo o primeiro dos cabeças de chave.

As mudanças já eram esperadas e passam a valer para o próximo ano, cujo sorteio dos grupos está marcado para o próximo dia 22 de dezembro. "O ranking está sendo estabelecido neste momento pelo departamento de competições e de estatísticas para achar a pontuação de todos os times que participam da Libertadores", disse Hugo Figueiredo, diretor de Competições da Conmebol, horas depois do encerramento da reunião do Comitê Executivo da entidade, realizada no Rio de Janeiro.

"Vamos usar um critério meramente esportivo, no qual vai ser valorizada a pontuação dos times nos últimos dez anos e, além disso, a história em si de todos os times na Libertadores, desde 1960", explicou Figueiredo.

Além dos cabeças de chave, o ranking também servirá para definir os times que irão compor as linhas dois e três no grupos. Com a nova regra, clubes de Brasil e Argentina serão beneficiados, já que os dois países vem monopolizando as conquistas.

"Se há mais times de Brasil e Argentina, bom, o futebol é assim. A gente ao menos acha que a performance esportiva deve ser levada em conta", considerou Figueiredo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.