Matilde Campodonico/AP
Matilde Campodonico/AP

Conmebol põe à venda mais 3.500 ingressos para final da Libertadores no Uruguai

Novo lote de entradas para a decisão entre Flamengo e Palmeiras tem valores de R$ 1.680 a R$ 2.750

Ricardo Magatti, O Estado de S.Paulo

19 de novembro de 2021 | 17h28

Com a permissão do governo uruguaio para o estádio Centenário ter sua capacidade ampliada para 100% na final da Libertadores, a Conmebol colocou mais ingressos à venda para a decisão do dia 27 entre  Flamengo e  Palmeiras. Segundo a entidade sul-americana, o novo lote conta com 3.5 mil bilhetes das categorias 2 e 3, considerados setores neutros.

A nova carga disponível vale para a tribuna Olímpica, que custa R$ 2750 e para a plateia Olímpica, com assentos comercializados por R$ 1.680. Essas áreas são consideradas setores neutros para o público em geral (uruguaios e estrangeiros).

Os respectivos setores exclusivos destinados aos torcedores de Flamengo e Palmeiras - categoria 4- também tiveram suas capacidades ampliadas e estão disponíveis no site oficial de vendas, de acordo com as orientações coordenadas com cada clube finalista. Nesses setores, o ingresso é vendido por US$ 200 (R$ 1.120)

Os flamenguistas ficarão na Tribuna Colombes, lugar ocupado tradicionalmente pelos torcedores do Nacional, e os palmeirenses, na Tribuna Amsterdam, onde historicamente se acomodam os fãs do Peñarol. Os dois espaços ficam atrás dos gols do estádio.

Primeiramente, com a capacidade do estádio Centenário limitada para 50% e posteriormente para 75%, a Conmebol colocou à venda 20 mil ingressos. A liberação do governo uruguaio para ter 100% de público no estádio Centenário possibilitou que a entidade colocasse à venda nova carga de ingressos.

A Conmebol não divulga a parcial de venda dos bilhetes, mas o Estadão apurou que ao menos 30 mil entradas já foram vendidas até esta sexta-feira, a oito dias da decisão continental em Montevidéu. Flamengo e Palmeiras têm direito cada um a cerca de 10 mil ingressos. É possível que esse número aumente. Todos os torcedores terão de apresentar o comprovante vacinal com as duas doses do imunizante contra a covid-19 para entrar no estádio. 

O Centenário pode receber até 60 mil torcedores, mas não estará completamente lotado porque a Conmebol não colocou à venda todos os assentos. A entidade que organiza o futebol sul-americano restringiu algumas cadeiras por questão de segurança e transformou outras áreas em camarotes e espaços VIP para convidados. 

Segundo a Conmebol, a receita obtida com a venda dos ingressos das finais da Sul-americana e da Libertadores "será reinvestida no futebol do continente, sendo 50% da arrecadação destinada aos clubes participantes - metade para cada - e 50% para cobrir a organização e os custos operacionais do evento".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.