Mariana Sá/CBF
Mariana Sá/CBF

Conmebol promete Copa América Feminina a cada dois anos e até Copa Intercontinental

Entidade quer organizar novos torneios pelos próximos anos com o formato inspirado no futebol masculino

Redação, Estadão Conteúdo

17 de dezembro de 2020 | 14h05

O presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, anunciou nesta quinta-feira que a Copa América Feminina será disputada a cada dois anos, a partir de 2022. A competição era realizada a cada quatro, como acontece com a versão masculina do torneio entre seleções sul-americanas.

O dirigente também revelou que está em tratativas com a Uefa para a realização de uma Copa Intercontinental, entre times femininos. A competição poderia seguir o formato da mesma competição que havia no masculino antes de a Fifa criar o seu Mundial de Clubes, envolvendo sete equipes. Antes, o campeão da Copa Libertadores decidia a Copa Intercontinental com o vencedor da Liga dos Campeões da Europa.

De acordo com Domínguez, a meta da Conmebol é valorizar o futebol feminino, a partir destas e de outras iniciativas. Ele fez estes anúncios durante o Congresso de Futebol com F de Feminino, realizado até sábado em Assunção, no Paraguai, onde fica a sede da Conmebol.

O presidente da entidade admitiu preocupação com o desenvolvimento do futebol feminino no continente, que estaria atrasado em comparação a outros países e confederações. Domínguez reconheceu que a Conmebol até pouco tempo atrás "pensava que o futebol era apenas um esporte masculino".

Tudo o que sabemos sobre:
futebolfutebol femininoConmebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.