Fábio Motta/Estadão
Fábio Motta/Estadão

Conmebol se reúne para definir futuro de Del Nero na Fifa

Presidente da CBF se encontra com dirigentes no Rio de Janeiro

MARCIO DOLZAN, Estadão Conteúdo

25 de novembro de 2015 | 20h49

O Comitê Executivo da Conmebol se reúne na manhã desta quinta-feira, na sede da CBF, no Rio, para definir o futuro de Marco Polo Del Nero no Comitê Executivo da Fifa. É provável que ele deixe o cargo e passe o bastão para Fernando Sarney, um de seus vice-presidentes na entidade nacional.

Nesta quarta-feira, os cartolas sul-americanos chegaram ao Rio e tiveram um encontro preliminar na sede da CBF. Del Nero fez questão de recepcionar a comitiva na porta de entrada da entidade - ele raramente é visto circulando pelo saguão. Deu abraço efusivo em Juan Ángel Napout, presidente da Conmebol, e em Gorka Villar, diretor-geral da entidade sul-americana. Acenou para a imprensa, mas não deu declarações.

Na pauta oficial, a reunião desta quinta-feira servirá para definir um novo ranking de clubes para o continente, que servirá de base para apontar os cabeças de chave da Copa Libertadores a partir do próximo ano. Mas outros assuntos serão discutidos e a situação da representação da Conmebol junto à Fifa é a principal delas.

Marco Polo Del Nero e Luis Bedoya - que até recentemente presidia a federação de futebol da Colômbia - são os dois indicados da Conmebol para representar a América do Sul junto à Fifa. Mas o colombiano renunciou ao cargo recentemente e o cartola brasileiro deixou de participar de todas as reuniões no exterior desde que dirigentes ligados à Fifa, entre eles José Maria Marin, foram presos na Suíça, em maio. Assim, na prática, o continente está sem voz junto à entidade.

Del Nero vem negando que tenha a intenção de deixar o posto na Fifa, mas nem mesmo a recepção calorosa desta quarta-feira é capaz de esconder que Napout está incomodado com a situação. Por isso, a tendência é que o cartola brasileiro abra mão do cargo e indique seu sucessor.

Fernando Sarney é o mais cotado. Ele participou das últimas reuniões na Conmebol e nesta quarta-feira esteve entre os presentes ao encontro realizado na CBF. Filho do ex-presidente da República José Sarney, representa a região Norte na geografia da CBF e despacha com frequência em uma sala da entidade. Está na confederação desde 1998 e é vice-presidente desde 2004. Participou das administrações de Ricardo Teixeira e de José Maria Marin.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.