Divulgação/Conmebol
Divulgação/Conmebol

Conmebol vai doar dinheiro a cada pênalti e gol da Copa América

Decisão foi tomada em encontro de dirigentes com papa Francisco

EFE

22 de abril de 2015 | 09h45

A Conmebol informou nesta terça-feira ao papa Francisco que doará US$ 10 mil (cerca de R$ 30 mil) à Pontifícia Academia de Ciências, a Scholas Occurrentes, por cada gol feito e cada pênalti marcado durante a Copa América deste ano, que será disputada de 11 de junho a 4 de julho no Chile. Iniciativa busca atenuar as condições de crianças em situação vulnerável na América do Sul. 

Depois de um encontro entre dirigentes com o líder religioso, a entidade máxima do futebol sul-americano anunciou a medida em seu site oficial e disse que ela se estenderá às edições de 2016, 2019, 2023 e 2027 da competição. O acordo foi assinado nesta terça em presença do papa, do vice-presidente da Conmebol, Sergio Jadue, e o diretor-executivo do Unicef, Anthony Lake.

"A Scholas quer, de alguma maneira, reintegrar o esforço de todos pela educação, quer refazer harmonicamente o pacto educativo, porque somente assim, se todos os responsáveis pela educação de nossas crianças e jovens nos harmonizarmos, será possível mudar a educação," disse Francisco após a cerimônia.

A Scholas Occurrentes é uma entidade educacional criada em 2013 com inspiração do papa para promover a integração social e vincular escolas do mundo todo através de artes, esportes e tecnologia. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.