Reprodução/ Corinthians
Reprodução/ Corinthians

Conquista do bi mundial do Corinthians vai virar filme com participação da Fiel

Em seu site oficial, clube pede aos torcedores que estiveram no Japão que mandem vídeos daquele período

João Prata, O Estado de S.Paulo

27 de dezembro de 2019 | 04h30

A conquista do bicampeonato mundial de 2012 vai virar filme. Intitulado "Vai, Corinthians", o documentário será produzido pela Canal Azul, terá Marcela Coelho e Ricardo Aidar como diretores e contará com a participação da Fiel. Em seu site oficial, o clube paulista está pedindo aos torcedores que estiveram no Japão nesse período que enviem vídeos. Há sete anos, o time alvinegro bateu o Chelsea por 1 a 0 na decisão do torneio e ergueu a taça pela segunda vez do Mundial de Clubes da Fifa. A primeira ocorreu em 2000, quando a competição foi disputada no Brasil.

A conquista ficou marcada pela "invasão" corintiana em Yokohama, cidade da grande final. O filme que retratará a conquista no Japão será o segundo documentário da dupla de diretores sobre o clube paulista. O outro, "A História de um Sonho - Todas as Casas do Timão", foi lançado em junho deste ano e conta a história do clube até a construção da Arena Corinthians, inaugurada há cinco anos, para abrigar a Copa do Mundo de 2014. 

Aidar ainda codirigiu outros dois documentários sobre o Corinthians. Em 2014, com Kim Teixeira, lançou o longa "Libertados", que contou a trajetória da conquista da Libertadores, também de 2012, quando o time era comandado por Tite, hoje na seleção brasileira. No ano do Centenário, em 2010, ao lado de André Garolli, eles fizeram "Todo Poderoso, o Filme". E não são os únicos documentários recentes sobre o clube.

Os longas contando as histórias de conquistas e superações do Corinthians estão em alta desde 2009, quando foi produzido "Fiel, o Filme", uma homenagem ao torcedor corintiano, com direção de Andrea Pasquini. Depois também veio, com direção de Di Moretti e Julio Xavier, "23 anos em 7 segundos", que relembra o drama do período em que o Corinthians ficou sem ganhar títulos.

Há cinco anos, o diretor Pedro Asbeg lançou "Democracia em Preto e Branco". Com relatos de Sócrates, Casagrande, Lula, Fernando Henrique Cardoso, entre outros, o filme retrata a história da equipe alvinegra de 1982, que criou a Democracia Corinthiana.  

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.