Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Conquistar um título pelo Palmeiras será minha realização, diz Victor Luis

Lateral atua pelo clube desde que tinha 11 anos e será titular diante do Atlético Mineiro

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

09 Novembro 2018 | 16h01

O lateral Victor Luis joga pelo Palmeiras desde que tinha 11 anos. Em 2018, o lateral vive sua melhor temporada no clube, com 38 partidas e um gol, exatamente o da vitória por 3 a 2 sobre o Santos, no último sábado, que garantiu a vantagem de cinco pontos na liderança do Campeonato Brasileiro. O jogador de 25 anos afirma que está perto de realizar seu grande seu sonho: conquistar um título pelo clube do coração.

"Sempre ressaltei minha vontade de ser campeão no Palmeiras. Quando eu realizar este sonho, eu me sinto realizado aqui no Palmeiras", afirmou o jogador em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira, na Academia de Futebol. 

Como Diogo Barbosa terá de cumprir mais um jogo de suspensão diante do Atlético-MG, Victor será novamente titular em Belo Horizonte. No jogo seguinte, Barbosa deve voltar a ser titular. "O bacana do nosso grupo é como um companheiro torce pelo outro. Queremos o sucesso da equipe, estamos focados no nosso objetivo e isto é que dá a leveza quando qualquer um entra em campo para fazer seu melhor papel em campo", disse.

Victor Luis afirma que sonha - literalmente - com a conquista do Brasileirão. "Eu sonho literalmente (com o título). Às vezes minha mulher fala comigo e eu fico sentado na cama, pensando na maneira que o ano pode terminar, se Deus quiser com um grande título. É o que nos motiva e tira um pouco da tensão e dá tranquilidade para trabalhar e pensar jogo a jogo", afirmou Victor.

Após o jogo diante do Atlético-MG, o Palmeiras vai enfrentar Fluminense, Paraná e América-MG. "Pegamos equipes qualificadas, vamos pegar equipes com sua importância e qualidade e sabemos que será difícil porque o campeonato está embolado. Ainda bem, porque não deixa a gente pisar no freio, só pisamos no acelerador para darmos o máximo - disse.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.