Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Rodrigo Coca/Agência Corinthians

'Conseguimos resgatar o espírito do Corinthians', vibra Mancini

Treinador exalta postura do time, que não perde há seis jogos no Campeonato Brasileiro

Redação, O Estado de S.Paulo

28 de dezembro de 2020 | 05h00

O técnico Vagner Mancini está satisfeito com a postura dos jogadores do Corinthians. Ele assumiu o comando da equipe em outubro, quando a briga era para se distanciar da zona de rebaixamento. Agora, o time não perde há seis jogos, com quatro vitórias e dois empates, e sonha em conseguir uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores da América.

"O torcedor está satisfeito porque a gente conseguiu resgatar o espírito do Corinthians, a jogar com alma, com uma ganância de vencer as partidas, o torcedor gosta disso. A minha contribuição é a mesma de cada um dentro do Corinthians, não quero puxar nada para o meu lado, sou uma peça da engrenagem que comanda, que decide, que toma decisões importantes, mas acima de tudo tem todo mundo envolvido na sua área e que também faz o seu máximo para o Corinthians jogar bem", vibrou o treinador.

Sem mudar muitos jogadores da equipe titular, Mancini conseguiu fazer o Corinthians voltar a jogar bem. Para ele, a recuperação de atletas que estavam em baixa é o mais satisfatório neste bom momento vivido.

"Desde a minha chegada, a gente tem visto uma evolução constante do time, e fico feliz, o futebol é muito dinâmico, tem que melhorar a todo instante. O que foi feito contra o Botafogo já não pode servir para o jogo contra o Fluminense. A evolução do time é notória, a recuperação dos jogadores é o que mais me deixa feliz. Gosto das vitórias, vibro com elas, comemoro junto com eles para fortalecer a gestão pessoal do vestiário, com todos os funcionários", afirmou.

Mancini ainda falou especificamente sobre Cazares, que estava afastado no Atlético-MG até ser contratado pelo Corinthians em setembro. O meia equatoriano marcou seu primeiro gol pelo clube ao abrir o placar na vitória por 2 a 0 sobre o Botafogo.

"Fez mais um bom jogo, vem numa sequência muito boa, já conhecia o potencial do jogador, ele está voltando a ser o Cazares que decide, que enxerga, que tem o último passe, que entra na área, finaliza. Fez o gol, teve outra chance de fazer o segundo. Estamos diante de grandes atuações do Cazares, pois ele se identificou muito com o grupo, com o clube, é importante quando temos um estrangeiro na equipe e ele se sente à vontade. Vejo ele alegre, feliz, jogando com desenvoltura e ele ainda tem algo a melhorar. Com uma sequência de jogos maior, com certeza ele vai render mais", avaliou Mancini.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.