Conselheiro denuncia furto no Santos

O presidente do Conselho Deliberativo do Santos, Esmeraldo Tarquínio, denunciou nesta quinta-feira o desaparecimento de uma das cópias do balanço financeiro do clube, que teria sumido misteriosamente na noite de terça-feira, durante reunião dos conselheiros. "É lamentável constatar que um documento de uso exclusivo do Conselho tenha desaparecido assim desta maneira", protestou Tarquínio, ao anunciar a intenção de formalizar queixa na Polícia.De acordo com o presidente do Conselho, um original e duas cópias foram levados à mesa do encontro para uma eventual apreciação das contas do ano 2000. A reunião acabou sendo adiada, porque, no entender de alguns conselheiros, não poderia ser convocada em caráter ordinário, conforme prevê o artigo 69 do estatuto do clube. "Na realidade, não foi um desaparecimento, e sim um furto, porque sou obrigado a reconhecer que o balanço acabou sendo subtraído por pessoas de nossa inteira confiança, que integram o Conselho Deliberativo", afirmou Tarquínio.Em entrevista à uma emissora de rádio de Santos, Esmeraldo Tarquínio disse que esperou 24 horas para denunciar o fato, acreditando na possibilidade de devolução do documento, o que não ocorreu.Diante da gravidade da situação, o presidente do Conselho pretende realizar nova reunião na semana que vem, exclusivamente para tratar do furto do documento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.