Conselheiros do Atlético-MG votam projeto de construção do estádio

Conselheiros do Atlético-MG votam projeto de construção do estádio

Arena terá capacidade para 41.800 torcedores

O Estado de S.Paulo

18 de setembro de 2017 | 11h48

Conselheiros do Atlético-MG votam nesta segunda-feira projeto de construção do estádio do clube. Para que a proposta seja aprovada, é preciso o voto de 260 dos 390 conselheiros.

O projeto prevê um estádio com capacidade para 41.800 torcedores, no bairro Califórnia, região Noroeste de Belo Horizonte. O terreno foi comprado pela construtora MRV e doado para o clube.

A obra está orçada em R$ 410 milhões. A dinheiro virá da venda de 50,1% do Shopping Diamond Mall (R$ 250 milhões), naming rights para a MRV (R$ 60 milhões) e cativas e camarotes (R$ 100 milhões, sendo que 60% deste valor está garantido pelo banco BMG).

O ponto mais polêmico do projeto é a venda de parte do shopping. Ex-presidente do Atlético-MG e atual prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil defende a construção da arena. "Se shopping fosse bom, Barcelona e Real Madrid teriam cinco", disse.

O Atlético-MG se inspira na Juventus, da Itália, para administrar a sua arena. Depois que inaugurou o seu estádio próprio, o clube italiano viu suas receitas crescerem e a presença da torcida aumentar. Nos últimos seis anos, a Juventus conquistou seis títulos italianos. "É pra esse lugar que o Galo quer ir", defende o presidente Daniel Nepomuceno.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolAtlético Mineiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.