Wilton Junior
Wilton Junior

Conselho da Portuguesa invalida impeachment de presidente Ilídio Lico

Uma nova reunião será agendada para definir situação do dirigente

Estadão Conteúdo

14 Março 2015 | 07h37

A conturbada reunião do Conselho Deliberativo da Portuguesa na quinta-feira da semana passada, que decidiu pelo pedido de impeachment do presidente Ilídio Lico, está invalidada. O Conselho de Orientação e Fiscalização (COF) se reuniu e decidiu que, devido a toda a confusão que rondou o último encontro, o melhor seria agendar uma nova data para discutir o assunto com mais calma.

O presidente do COF, Marco Antônio Teixeira Duarte, confirmou que uma nova reunião será agendada e ainda disse que um novo item será incluído e, se aprovado, Ilídio Lico terá que se afastar do cargo de presidente durante o processo do impeachment. A reunião que culminou na aprovação do pedido foi marcada por muito bate-boca e até agressões. Ilídio Lico teria trocado socos e tapas com Marco Antônio Teixeira Duarte e ambos deixaram a reunião antes da votação final.

Agora, o COF tem até 30 dias para convocar uma nova reunião do Conselho Deliberativo. Se aprovado novamente o pedido de impeachment, uma Assembleia Geral com os sócios será convocada. Ele terá poderes para destituir o dirigente.

Mais conteúdo sobre:
futebol Portuguesa Ilídio Lico

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.