Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Fabio Menotti/Divulgação
Fabio Menotti/Divulgação

Conselho do Palmeiras vota nesta segunda impugnação de dona da Crefisa

Sócia do clube desde 2015, Leila Pereira não cumpriria o pré-requisito para assumir vaga no Conselho

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

06 de março de 2017 | 07h21

O Conselho Deliberativo do Palmeiras vai se reunir nesta segunda-feira para votar a impugnação da eleição da presidente da Crefisa ao cargo de nova membro do órgão. Leila Pereira foi eleita no último dia 11 com a maior votação da história para fazer parte do Conselho, porém depende da análise dos pedidos de veto à candidatura para ser liberada para atuar na política palmeirense. A expectativa é pela aprovação.

A pendência sobre a empresária começou no ano passado, quando o então presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, impugnou a candidatura dela ao Conselho por considerar que Leila se tornou sócia do clube em 2015. Portanto, não cumpriria o pré-requisito mínimo de oito anos como sócia para poder pleitear a vaga. Com base nisso, conselheiros entraram com cinco pedidos de questionamento sobre a candidatura dela. 

A reunião desta segunda-feira vai começar com a votação sobre a impugnação da candidatura da Leila Pereira. O caso será julgado pelos atuais membros do Conselho Deliberativo, e não pelos eleitos no dia 11 de fevereiro. Neste último pleito, no qual a empresária ganhou 248 votos, a participação dela foi possível porque o atual presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, cancelou a impugnação feita por Nobre ao acatar a informação de que a presidente da Crefisa se tornou sócia em 1996, ao receber um título entregue pelo ex-presidente Mustafá Contursi.

O encontro também vai eleger o novo presidente do Conselho Deliberativo pelos dois próximos anos. O atual ocupante do cargo, Antônio Augusto Pompeu de Toledo, tem três candidatos a sucessor. O nome favorito é o de Seraphim Del Grande, antigo presidente do órgão e dirigente do Palmeiras na década de 1990. Os adversários dele serão José Antônio Apparecido Junior e Sylvio Mukai.

Tudo o que sabemos sobre:
Leila PereiraPalmeirasPaulo Nobre

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.